domingo, agosto 14, 2022
20 C
São Vicente
20 C
Santos
19.7 C
Peruíbe
20 C
Praia Grande
19.8 C
Itanhaém
22.7 C
Guarujá
22.6 C
Mongaguá
20 C
Bertioga

Aumento de 46% para prefeito, vice e secretários de SP é aprovado na Câmara

Leia mais

Dupla de ladrões roubam loja de celular no centro e causam terror em SV

Na noite de hoje, aparentemente, os dois ladrões que roubaram uma padaria no Bitaru, atacaram hoje uma loja de celulares localizada...

Cadastro de bons motoristas começa a valer em setembro no país

O Registro Nacional Positivo de Condutores (RNPC), também conhecido como cadastro de bons motoristas, começa a valer em setembro. O...

Santos oferece 124 vagas para rede brasileira de restaurantes

O Centro Público de Emprego e Trabalho (CPET) de Santos, oferece 124 vagas de emprego em uma rede brasileira de restaurantes. As...

Homem é flagrado furtando bateria de carro em Santos

Um homem foi flagrado furtando a bateria de um carro, em Santos. A ação foi registrada por uma câmera de segurança, na...

O aumento dos salários do prefeito, do vice e dos secretários da capital paulista foram aumentados em 46,6% em uma segunda e definitiva votação, que aconteceu na Câmara de Vereadores hoje. Ao todo, foram 34 votos a favor e 17 contra, com uma abstenção. Agora, o projeto segue para ser sancionado pelo prefeito Bruno Covas (PSDB).

O salário atual de Covas é de R$ 21.175 e, com o reajuste, sobe para R$ 35.462. O vice-prefeito terá um reajuste de 47%, enquanto os secretários terão um aumento de quase 53% em São Paulo.

A primeira votação aconteceu na segunda-feira (21), às 12h, na Câmara Municipal. O reajuste aprovado hoje, caso seja sancionado, passa a valer a partir de 2022.

O último aumento dado ao prefeito, vice e secretários foi há oito anos. No dia da primeira votação, o líder do governo na Câmara, vereador Fábio Riva (PSDB), disse ao Estadão que o reajuste seria uma “reposição inflacionária” que ajudaria no “bom andamento da administração pública”.

Manobra para colocar o projeto em pauta

A votação do projeto que reajusta o salário do prefeito, do vice e dos secretários foi realizada por meio de uma manobra conhecida como “cavalo”. Nela, um texto é usado para que outro seja colocado em votação. O texto que foi usado como base foi um projeto que permitia o aumento de 2,8% nos salários de alguns servidores do Legislativo, parado desde 2018.

O texto foi colocado em votação sem que o novo projeto passasse pelas comissões de Constituição e Justiça, Administração Pública e Finanças. Dessa maneira, não foi analisado o impacto financeiro da medida e mensurado o quanto a folha de pagamento vai crescer após a decisão.

Reportagem: UOL

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Dupla de ladrões roubam loja de celular no centro e causam terror em SV

Na noite de hoje, aparentemente, os dois ladrões que roubaram uma padaria no Bitaru, atacaram hoje uma loja de celulares localizada...

Cadastro de bons motoristas começa a valer em setembro no país

O Registro Nacional Positivo de Condutores (RNPC), também conhecido como cadastro de bons motoristas, começa a valer em setembro. O...

Santos oferece 124 vagas para rede brasileira de restaurantes

O Centro Público de Emprego e Trabalho (CPET) de Santos, oferece 124 vagas de emprego em uma rede brasileira de restaurantes. As...

Homem é flagrado furtando bateria de carro em Santos

Um homem foi flagrado furtando a bateria de um carro, em Santos. A ação foi registrada por uma câmera de segurança, na...

Criminoso são flagrados enterrando drogas na areia da praia de Santos

Uma câmera de monitoramento do Centro de Controle Operacional (CCO) de Santos, flagrou três criminosos enterrando maconha e cocaína na areia da...