sexta-feira, agosto 12, 2022
19 C
São Vicente
19 C
Santos
18.1 C
Peruíbe
19 C
Praia Grande
18.6 C
Itanhaém
18.9 C
Guarujá
18.8 C
Mongaguá
19 C
Bertioga

Presos se vacinarão antes de policiais e secretários se revoltam

Leia mais

Frentista morre após ser atingido por explosão de carro com GNV 

O frentista Alyf Cruz, de 21 anos, morreu após ser atingido pela explosão de um carro que estava sendo abastecido com Gás Natural...

Menino de 11 anos não aguentou ver a mãe ser agredida e denuncia o próprio pai

Um homem de 31 anos foi preso após agredir sua esposa em Santos. O filho do casal, de 11 anos, foi quem...

Gerente da Volkswagen do Brasil morre em Rodovia Padre Manoel da Nóbrega

O gerente de Qualidade de Produto da Volkswagen do Brasil, Walace de Castro Lacerda Junior, de 49 anos, morreu ao capotar o...

Após viralizar, mascote de feira ganha forma de amendoim em SP

O mascote da Feira Nacional do Amendoim de Jaboticabal (SP), está de cara nova, após viralizar em 2019. O personagem, viralizou...

Secretários estaduais de Segurança acionaram o Ministério da Justiça revoltados com documento da pasta de Eduardo Pazuello (Saúde) sobre grupos prioritários na vacinação contra a Covid-19.

No planejamento da Saúde, presos aparecem na 17º posição, na frente dos agentes que trabalham no sistema carcerário (18º) e também antes das forças de segurança e salvamento (21º).

O presidente do conselho de secretários estaduais, Cristiano Sampaio, secretário do Tocantins, lidera as discussões.

Alguns gestores disseram à reportagem que não vão cumprir a orientação do ministério.

“Aqui no estado nenhum preso vai vacinar antes. Não existe isso. Aqui são 20 mil servidores da força, foram 32 mortes por Covid-19. Temos aqui cerca de 23 mil presos. Foram 5 mortes. Nem estatisticamente isso se justifica. Nossos servidores estão muito mais expostos, sem dúvida”, afirmou Rodney Miranda, secretário de Segurança do Goiás.

O documento com uma mínima tentativa de esboçar um plano de imunização já tinha sido divulgado no fim de janeiro, mas ainda não era esclarecedor.

Por determinação do ministro Ricardo Lewandowski, do STF (Supremo Tribunal Federal), a pasta decidiu colocar números ao lado de cada grupo para deixar claro que a lista era, sim, a ordem dos grupos prioritários na vacinação contra Covid-19.

Fonte: Camila Mattoso/Folhapress 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Frentista morre após ser atingido por explosão de carro com GNV 

O frentista Alyf Cruz, de 21 anos, morreu após ser atingido pela explosão de um carro que estava sendo abastecido com Gás Natural...

Menino de 11 anos não aguentou ver a mãe ser agredida e denuncia o próprio pai

Um homem de 31 anos foi preso após agredir sua esposa em Santos. O filho do casal, de 11 anos, foi quem...

Gerente da Volkswagen do Brasil morre em Rodovia Padre Manoel da Nóbrega

O gerente de Qualidade de Produto da Volkswagen do Brasil, Walace de Castro Lacerda Junior, de 49 anos, morreu ao capotar o...

Após viralizar, mascote de feira ganha forma de amendoim em SP

O mascote da Feira Nacional do Amendoim de Jaboticabal (SP), está de cara nova, após viralizar em 2019. O personagem, viralizou...

Google vai avisar quando não tem muitas informações confiáveis na busca

O Google anunciou nesta quinta-feira (11), que alertará os usuários nas buscas em que identifica ter poucas informações de alta qualidade. O recurso já...