domingo, agosto 14, 2022
20 C
São Vicente
20 C
Santos
19.7 C
Peruíbe
20 C
Praia Grande
19.8 C
Itanhaém
22.7 C
Guarujá
22.6 C
Mongaguá
20 C
Bertioga

Sincomércio diz: que 10% dos comércios da Região já fecharam as portas

Leia mais

Dupla de ladrões roubam loja de celular no centro e causam terror em SV

Na noite de hoje, aparentemente, os dois ladrões que roubaram uma padaria no Bitaru, atacaram hoje uma loja de celulares localizada...

Cadastro de bons motoristas começa a valer em setembro no país

O Registro Nacional Positivo de Condutores (RNPC), também conhecido como cadastro de bons motoristas, começa a valer em setembro. O...

Santos oferece 124 vagas para rede brasileira de restaurantes

O Centro Público de Emprego e Trabalho (CPET) de Santos, oferece 124 vagas de emprego em uma rede brasileira de restaurantes. As...

Homem é flagrado furtando bateria de carro em Santos

Um homem foi flagrado furtando a bateria de um carro, em Santos. A ação foi registrada por uma câmera de segurança, na...

O governo de São Paulo anunciou, nesta quinta-feira (11), a Fase Emergencial do Plano São Paulo, cujas medidas restritivas valerão entre os dias 15 e 30 de março. Agora, até mesmo atividades essenciais terão restrições mais rígidas.

O presidente do Sindicato do Comércio Varejista da Baixada Santista (Sincomércio-BS), Omar Abdul Assaf, criticou a decisão. “Entendo que nós precisamos salvar vidas, mas as vidas de muitos comerciantes estão sendo seriamente afetadas e até perdidas”.

Segundo ele, o comércio foi um dos mais atingidos com as paralisações e, diferentemente do ano passado, não há nenhuma perspectiva de ajuda. “No ano passado, o Governo Federal ajudou com recursos e prorrogou o pagamento de todos os seus impostos por vários meses como o FGTS, o PIS, o INSS, o COFINS e até o Imposto de Renda, além de ter pago o salário de alguns funcionários que tiveram redução de jornada. Dessa vez, não temos nenhum recurso para manter as portas dos estabelecimentos abertas”, lamentou.

Omar Abdul Assaf disse, ainda, que o novo plano deveria autorizar pelo menos o funcionamento em sistema de take away, e afirmou que 10% dos estabelecimentos comerciais da Baixada já fecharam as portas e, com essa nova restrição, muitos mais devem seguir o mesmo caminho. 

Fonte: Diário do Litoral

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Dupla de ladrões roubam loja de celular no centro e causam terror em SV

Na noite de hoje, aparentemente, os dois ladrões que roubaram uma padaria no Bitaru, atacaram hoje uma loja de celulares localizada...

Cadastro de bons motoristas começa a valer em setembro no país

O Registro Nacional Positivo de Condutores (RNPC), também conhecido como cadastro de bons motoristas, começa a valer em setembro. O...

Santos oferece 124 vagas para rede brasileira de restaurantes

O Centro Público de Emprego e Trabalho (CPET) de Santos, oferece 124 vagas de emprego em uma rede brasileira de restaurantes. As...

Homem é flagrado furtando bateria de carro em Santos

Um homem foi flagrado furtando a bateria de um carro, em Santos. A ação foi registrada por uma câmera de segurança, na...

Criminoso são flagrados enterrando drogas na areia da praia de Santos

Uma câmera de monitoramento do Centro de Controle Operacional (CCO) de Santos, flagrou três criminosos enterrando maconha e cocaína na areia da...