segunda-feira, abril 19, 2021
25 C
São Vicente
25 C
Santos
23 C
Peruíbe
25 C
Praia Grande
23 C
Itanhaém
25 C
Guarujá
22.6 C
Mongaguá
25 C
Bertioga

Vídeo de desembargador humilhando guarda municipal em Santos, é assistido no Japão

Leia mais

Butantan recebe insumo e fabricará mais 5 milhões de vacinas CoronaVac

O Instituto Butantan recebeu hoje (19) insumos para a fabricação de mais 5 milhões de doses da vacina contra a covid-19. Os...

Obras estão em andamento para prevenir deslizamentos nos morros santistas

 Os morros santistas já receberam dez obras emergenciais e têm outras 12 em andamento para reverter os danos provocados pelas fortes chuvas...

São Vicente aplicará vacinas em turnos, adotando o modelo ‘CoronaGripe’

Com o objetivo de agilizar as campanhas de imunização contra a Covid-19 e contra a gripe, que acontecem simultaneamente em São Vicente,...

Cultura indígena é exaltada em exposição fotográfica on-line

As imagens captadas em intenso dia de convivência em uma aldeia indígena ganham espaço no www.facebook.com/culturasantos, a partir desta segunda-feira (19), com...

No vídeo o desembargador Eduardo Almeida Prado Rocha de Siqueira, foi flagrado humilhando um Guarda Civil Municipal de Santos. O caso causou indignação aos moradores da Baixada Santista, na gravação fica claro que o “tal” desembargador já teria solicitado outras vezes o Secretário de Segurança Pública do município, Sérgio Del Bel. O vídeo não foi visto apenas no Brasil mas também chegou ao Japão via compartilhamento das redes sociais. O site de notícias ANN que mostra flash de notícias do mundo usou as imagens para falar do abuso de autoridade que acontece no Brasil.

O vídeo mostra Eduardo Almeida Prado Rocha de Siqueira chamando o GCM de ‘analfabeto’, rasgando a multa e jogando o papel no chão e, por fim, dando uma ‘carteirada’ ao telefonar para o Secretário de Segurança Pública do município, Sérgio Del Bel, para que o mesmo ‘intimidasse’ o Guarda Municipal. 

Nas imagens, ele diz que não vai assinar a multa e confronta o guarda afirmando que rasgaria o papel se ele insistisse em aplicar a sanção pela falta de uso do item de proteção. O Guarda Municipal, em seguida, alerta que se o desembargador jogasse a multa, ele seria autuado por desperdício em via pública, levando uma segunda multa. Ignorando o profissional, o desembargador rasgou o papel, jogou na faixa de areia da praia e foi embora em seguida. 

Decreto Municipal

Desde o início de maio, um decreto da Prefeitura de Santos obriga o uso de máscaras faciais não profissional durante o deslocamento de pessoas pelos bens públicos do município e para o atendimento em estabelecimentos com funcionamento autorizado, como nos meios de transporte público ou privado de passageiros e atividades laborais em ambientes compartilhados nos setores público e privado. 

O munícipe que descumprir o decreto estará sujeito ao pagamento de multa no valor de R$ 100, no caso de pessoa física, e de R$ 3.000, no caso de pessoa jurídica. Os valores das multas serão aplicados em dobro no caso de reincidência. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Butantan recebe insumo e fabricará mais 5 milhões de vacinas CoronaVac

O Instituto Butantan recebeu hoje (19) insumos para a fabricação de mais 5 milhões de doses da vacina contra a covid-19. Os...

Obras estão em andamento para prevenir deslizamentos nos morros santistas

 Os morros santistas já receberam dez obras emergenciais e têm outras 12 em andamento para reverter os danos provocados pelas fortes chuvas...

São Vicente aplicará vacinas em turnos, adotando o modelo ‘CoronaGripe’

Com o objetivo de agilizar as campanhas de imunização contra a Covid-19 e contra a gripe, que acontecem simultaneamente em São Vicente,...

Cultura indígena é exaltada em exposição fotográfica on-line

As imagens captadas em intenso dia de convivência em uma aldeia indígena ganham espaço no www.facebook.com/culturasantos, a partir desta segunda-feira (19), com...

Celulares podem ajudar no combate a fraudes em bombas de combustíveis

Provar materialmente  fraudes nas bombas de postos de combustíveis  é algo que envolve equipamentos e procedimentos complexos, além de apreensões in loco e análises laboratoriais....