terça-feira, novembro 8, 2022
17.9 C
São Vicente
17.9 C
Santos
15.8 C
Peruíbe
17.9 C
Praia Grande
16.5 C
Itanhaém
19.5 C
Guarujá
17.5 C
Mongaguá
18.4 C
Bertioga

Governo Federal atende Rosana Valle e autoriza mais 240 moradias no Cantagalo, em Guarujá

Leia mais

Mulher é covardemente agredida na praia, em Guarujá 

Uma mulher de 40 anos, foi espancada pelo próprio marido com chutes e socos, em uma praia do Guarujá, na baixada Santista....

Atacadista oferece mais de 600 vagas de emprego temporário

O Assaí Atacadista abre mais de 600 vagas temporárias. As oportunidades de atuação no período de festas representam uma possibilidade de renda...

PAT de Praia Grande oferece 28 novas vagas de emprego

O Posto de Atendimento ao Trabalhador (PAT) de Praia Grande oferece 28 novas vagas de emprego, em diferentes cargos. Sendo 11 vagas exclusivamente para pessoas com...

Corpo é encontrado dentro de fogueira em Guarujá

Um corpo ainda não identificado foi encontrado em chamas em uma fogueira montada às margens da Rodovia Cônego Domênico Rangoni, em Guarujá,...

O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, atendeu a deputada federal Rosana Valle (PSB) e autorizou a construção de mais 240 moradias no Conjunto Cantagalo, em Guarujá, um investimento de R$ 27 milhões. As unidades vão beneficiar famílias das vítimas desalojadas pelos deslizamentos de março deste ano, quando morreram 34 pessoas.

Rosana Valle vem lutando pela retomada total das 1.060 moradias do conjunto previstas no contrato. Em setembro, o secretário Nacional da Habitação, Alfredo Eduardo dos Santos, reunido com a deputada, informou que tomaria todas as providências nesse sentido. Agora, o ministro deu a confirmação destas 240 unidades para atender famílias vítimas dos deslizamentos de encostas.

As obras do Conjunto Cantagalo começaram em 2014. Das 1.060 unidades revistas, somente 400 foram entregues. Diante da falta de recursos orçamentários para autorização de novas obras, como a construção de mais 760 moradias no conjunto, Rosana Valle esteve com o secretário Nacional de Habitação, que ficou de estudar, a possibilidade de começar em Guarujá um projeto piloto, em parceria com a Secretaria Nacional de Defesa Civil, que atenderia as mais de 600 famílias desalojadas pelo deslizamento. Hoje, a Prefeitura paga aluguel social para as famílias atingidas.

“A boa notícia é que 240 famílias já podem ter esperança de ir para uma casa nova. Vamos continuar lutando para ver todo o conjunto concluído”, disse a deputada após receber telefonema do ministro Rogério Marinho informando a liberação das unidades.

A deputada Rosana Valle informou ao secretário Alfredo dos Santos que a Prefeitura de Guarujá se empenhou e conseguiu retomar as obras que estavam paralisadas, concluir drenagem, saneamento, pavimentação e iluminação e entregar as 400 primeiras moradias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Mulher é covardemente agredida na praia, em Guarujá 

Uma mulher de 40 anos, foi espancada pelo próprio marido com chutes e socos, em uma praia do Guarujá, na baixada Santista....

Atacadista oferece mais de 600 vagas de emprego temporário

O Assaí Atacadista abre mais de 600 vagas temporárias. As oportunidades de atuação no período de festas representam uma possibilidade de renda...

PAT de Praia Grande oferece 28 novas vagas de emprego

O Posto de Atendimento ao Trabalhador (PAT) de Praia Grande oferece 28 novas vagas de emprego, em diferentes cargos. Sendo 11 vagas exclusivamente para pessoas com...

Corpo é encontrado dentro de fogueira em Guarujá

Um corpo ainda não identificado foi encontrado em chamas em uma fogueira montada às margens da Rodovia Cônego Domênico Rangoni, em Guarujá,...

Novembro Roxo: ONG promove a causa da prematuridade na Baixada Santista

Esse é o mês internacional de sensibilização para a causa da prematuridade. No dia 17 de novembro, comemoramos...