sábado, junho 19, 2021
21.1 C
São Vicente
21.1 C
Santos
18.3 C
Peruíbe
21.1 C
Praia Grande
21.1 C
Itanhaém
21 C
Guarujá
20.9 C
Mongaguá
21.2 C
Bertioga

Mourão vai usar guarda como segurança particular

Leia mais

Rua Japão será revitalizada: investimento é de cerca de R$ 3,5 milhões

Um dos maiores cartões postais de São Vicente será revitalizado em breve: a rua Japão, no Bitaru. O investimento, que gira em...

Canil da GCM de São Vicente recebe novos integrantes

A equipe K-9 do Canil da Guarda Civil Municipal (GCM), de São Vicente, iniciará com os treinamentos à três filhotes de Pastor...

São Vicente vacinará contra o covid-19 pessoas de 40 a 44 anos a partir de terça-feira(22)

São Vicente segue na missão de vacinar o mais rápido possível a população. Nesta terça-feira (22), mais um público-alvo será antecipado, desta...

Criança morre após cair da cobertura de um prédio, no litoral de SP

Na manhã desta sexta-feira (18), um menino de 11 anos, entra em óbito após cair do 9º andar de um prédio residencial,...

A Câmara de Praia Grande aprovou o projeto de lei que modifica a legislação municipal e garante a prefeitos e ex-prefeitos o direito, sem custos, de utilizar a Guarda Municipal como segurança pessoal durante quatro anos. O autor da proposta é o prefeito Alberto Pereira Mourão (PSDB). Na prática, os funcionários públicos, pagos com dinheiro do contribuinte, passarão a ficar à disposição 24 horas da prefeita eleita Raquel Chini e de Mourão sem custo algum.

Vale lembrar que guardas municipais têm a função principal de proteger os bens, serviços e instalações, podendo, eventualmente, atuar juntamente com órgão policiais na manutenção da ordem pública junto com a Polícia Federal, Polícia Civil e Polícia Militar, além de outros previstos na própria Constituição Federal, como o caso da Polícia da Câmara dos Deputados, com atribuições também limitadas aos fatos ilícitos daquela Casa de Leis.

A vereadora Janaina Ballaris (PL) foi a única que votou contra a proposta. “Tal projeto foi contaminado por uma absurda imposição do atual prefeito quando esse exige que tenha segurança privada praticada por servidores públicos. Ele já tem direito a quatro funcionários que ficarão à disposição durante os próximos quatro anos, mediante uma lei de 2001. Isso, por si só, já é um abuso. Agora ter segurança paga pelo povo enquanto muitos são assaltados por falta dela, não podemos aceitar”, dispara a vereadora.

Reportagem: Diário do Litoral

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Rua Japão será revitalizada: investimento é de cerca de R$ 3,5 milhões

Um dos maiores cartões postais de São Vicente será revitalizado em breve: a rua Japão, no Bitaru. O investimento, que gira em...

Canil da GCM de São Vicente recebe novos integrantes

A equipe K-9 do Canil da Guarda Civil Municipal (GCM), de São Vicente, iniciará com os treinamentos à três filhotes de Pastor...

São Vicente vacinará contra o covid-19 pessoas de 40 a 44 anos a partir de terça-feira(22)

São Vicente segue na missão de vacinar o mais rápido possível a população. Nesta terça-feira (22), mais um público-alvo será antecipado, desta...

Criança morre após cair da cobertura de um prédio, no litoral de SP

Na manhã desta sexta-feira (18), um menino de 11 anos, entra em óbito após cair do 9º andar de um prédio residencial,...

MP abre inquérito para investigar compra milionária de móveis na Câmara de São Vicente

O MP instaurou um inquérito civil para investigar a licitação de compra de móveis novos para a Câmara dos Vereadores de São...