domingo, abril 18, 2021
22.2 C
São Vicente
22.2 C
Santos
20.9 C
Peruíbe
22.2 C
Praia Grande
19.9 C
Itanhaém
22.2 C
Guarujá
19.2 C
Mongaguá
22.2 C
Bertioga

Ministério da Saúde anuncia que distribuirá vacina do Butantan a todos estados

Leia mais

Cultura indígena é exaltada em exposição fotográfica on-line

As imagens captadas em intenso dia de convivência em uma aldeia indígena ganham espaço no www.facebook.com/culturasantos, a partir desta segunda-feira (19), com...

Celulares podem ajudar no combate a fraudes em bombas de combustíveis

Provar materialmente  fraudes nas bombas de postos de combustíveis  é algo que envolve equipamentos e procedimentos complexos, além de apreensões in loco e análises laboratoriais....

Grupo LGTB vai acionar Justiça contra pastor que desejou a morte de Paulo Gustavo

O pastor José Olímpio, da igreja evangélica Assembleia de Deus de Alagoas, causou polêmica ao se manifestar contra a recuperação do ator...

Ministério Público está de olho no CDP de São Vicente por violação aos direitos humanos

O Ministério Público do Estado de São Paulo (MPE-SP) pediu à Defensoria de Justiça do Estado cópia do relatório produzido pelo Núcleo...

O Ministério da Saúde informou nesta sábado (9) que fechou acordo com o Instituto Butantan, de São Paulo, para distribuir com exclusividade as vacinas contra o novo coronavírus pelo SUS (Sistema Único de Saúde) para todos os estados, simultaneamente.

A pasta informou que campanha de imunização gratuita deve começar “tão logo os imunizantes recebam autorização da Anvisa”.

Na sexta-feira, o Butantan fez pedido à Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) para aplicar doses da Coronavac, desenvolvida em parceria com o laboratório chinês Sinovac. A previsão é de que a Anvisa se manifeste sobre o pedido em até 10 dias.

“Assim, brasileiros de todo o país receberão a vacina simultaneamente, dentro da logística integrada e tripartite, feita pelo Ministério da Saúde e as Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde”, informou em nota, o Ministério da Saúde.

Na nota, o ministério informou ainda que já havia assinado junto ao Butantan contrato para a aquisição de 46 milhões de doses da Coronavac fabricada pelo instituto.

O ministério informou que as doses serão distribuídas proporcionalmente à população de estados, que farão a distribuição entre os municípios.

A pasta da Saúde informou que nos próximos dias deve acontecer uma reunião entre o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, e representantes de Conass (Conselhos Nacionais de Secretários Estaduais) e Conasems (Conselho Nacional de Secretários Municipais de Saúde) para detalhamento dos próximos passos da logística e calendário da campanha.

Participaram do encontro ontem, em São Paulo, os assessores especiais do Ministério da Saúde, Zoser Hardmann e Aírton Cascavel; a coordenadora do PNI (Programa Nacional de Imunizações), Francieli Fantinato; o superintendente de São Paulo do Ministério da Saúde, José Carlos Paludeto; além do presidente e da diretora do Instituto Butantan, Dimas Covas e Cíntia Retz, respectivamente. O coordenador do Fórum Nacional de Governadores, Wellington Dias (PT-Piauí) também participou do encontro por videoconferência.

Reportagem: FolhaPress

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Cultura indígena é exaltada em exposição fotográfica on-line

As imagens captadas em intenso dia de convivência em uma aldeia indígena ganham espaço no www.facebook.com/culturasantos, a partir desta segunda-feira (19), com...

Celulares podem ajudar no combate a fraudes em bombas de combustíveis

Provar materialmente  fraudes nas bombas de postos de combustíveis  é algo que envolve equipamentos e procedimentos complexos, além de apreensões in loco e análises laboratoriais....

Grupo LGTB vai acionar Justiça contra pastor que desejou a morte de Paulo Gustavo

O pastor José Olímpio, da igreja evangélica Assembleia de Deus de Alagoas, causou polêmica ao se manifestar contra a recuperação do ator...

Ministério Público está de olho no CDP de São Vicente por violação aos direitos humanos

O Ministério Público do Estado de São Paulo (MPE-SP) pediu à Defensoria de Justiça do Estado cópia do relatório produzido pelo Núcleo...

R$ 3 bilhões foram gastos por Bolsonaro na compra de vacinas que ainda não chegaram ou que sequer foram aprovadas

O governo Jair Bolsonaro já pagou R$ 1,7 bilhão às farmacêuticas Pfizer e Janssen por vacinas contra a Covid-19 que ainda não...