terça-feira, novembro 8, 2022
17.9 C
São Vicente
17.9 C
Santos
15.8 C
Peruíbe
17.9 C
Praia Grande
16.5 C
Itanhaém
19.5 C
Guarujá
17.5 C
Mongaguá
18.4 C
Bertioga

TCE-SP julga irregularidade em contrato da Prefeitura de Santos com empresa Terracom

Leia mais

Mulher é covardemente agredida na praia, em Guarujá 

Uma mulher de 40 anos, foi espancada pelo próprio marido com chutes e socos, em uma praia do Guarujá, na baixada Santista....

Atacadista oferece mais de 600 vagas de emprego temporário

O Assaí Atacadista abre mais de 600 vagas temporárias. As oportunidades de atuação no período de festas representam uma possibilidade de renda...

PAT de Praia Grande oferece 28 novas vagas de emprego

O Posto de Atendimento ao Trabalhador (PAT) de Praia Grande oferece 28 novas vagas de emprego, em diferentes cargos. Sendo 11 vagas exclusivamente para pessoas com...

Corpo é encontrado dentro de fogueira em Guarujá

Um corpo ainda não identificado foi encontrado em chamas em uma fogueira montada às margens da Rodovia Cônego Domênico Rangoni, em Guarujá,...

O Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE-SP) julgou irregulares a concorrência e o contrato firmado em dezembro de 2015 entre a Prefeitura de Santos e a empresa Terracom Construções, no valor de R$ 133,5 milhões, referente a operação e manutenção de um conjunto de serviços da limpeza pública de Santos.

O TCE aponta como responsáveis pelo contrato três funcionários de primeiro escalão: Fábio Ferraz; Carlos Alberto Tavares Russo e Costábile Di Gregório Filho – todos secretários municipais na ocasião.

Em seu relatório, o TCE sugere aplicação de multa aos responsáveis e remessa dos autos ao Ministério Público Estadual (MPE), ante a existência de indícios de atos de improbidade administrativa.

DECISÃO.

A decisão ocorreu em 9 de fevereiro último e a denúncia partiu da Transvias Construções e Terraplenagem Ltda. Mas a empresa não foi fator preponderante na decisão do órgão fiscalizador, que detectou inúmeras supostas irregularidades no contrato firmado por 12 meses.

ADVERTISING

Entre elas, a participação de apenas duas empresas, diminuto ganho econômico, eis que proposta vencedora foi apenas 2,89% menor do que o valor orçado – R$ 137,5 milhões. Também acréscimo de 520 equipes – de 1.020 para 1.540 pessoas – a prestação de serviços diversos destinados a atender eventos especiais, como festas e solenidades.

Também foi apontada aglutinação de resíduos sólidos urbanos e resíduos sólidos da construção civil e problemas no quesito implantação, manutenção e higienização de contentores devido à extensa lista de serviços e que deveriam contar com prova de execução prévia para fins de qualificação técnica-operacional.

Ainda imposição restritiva de área mínima, no pátio de estacionamento, reservada a cada veículo utilizado na prestação dos serviços; competitividade do certame prejudicada e injustificada previsão de 700 equipes para execução de limpeza de encostas de morros; além de parâmetro quantitativo de alguns itens estimado em excesso em comparação com contrato anterior.

VALOR.

Após obter as explicações da Prefeitura, o relator informa que o valor mensal acordado em 10 de dezembro de 2015 superou em 67% o preço praticado nos meses imediatamente anteriores. De R$ 6.656.646,38, a Prefeitura passou a pagar R$ 11.129.855,97.

“Houve significativo aumento do valor global da atual contratação frente a anterior sem a devida justificativa, especialmente por se tratar da mesma empresa contratada, com sua estrutura operacional já consolidada no Município, prestando serviços executados de forma contínua desde, no caso em questão, março/2010, o que, dada a natureza do objeto, não traria grandes novidades na execução que demandassem um acréscimo contratual”, aponta o relator Valdenir Antônio Polizeli.

PREFEITURA.

Sobre a decisão do Tribunal de Contas do Estado, a Prefeitura de Santos disse que irá recorrer do prazo legal.

A Administração também informa que a decisão apontou improcedente a representação da Transvias e o TCE não aplicou multa. A Terracom não se manifestou até o fechamento desta edição.

Fonte: Diário do Litoral

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Mulher é covardemente agredida na praia, em Guarujá 

Uma mulher de 40 anos, foi espancada pelo próprio marido com chutes e socos, em uma praia do Guarujá, na baixada Santista....

Atacadista oferece mais de 600 vagas de emprego temporário

O Assaí Atacadista abre mais de 600 vagas temporárias. As oportunidades de atuação no período de festas representam uma possibilidade de renda...

PAT de Praia Grande oferece 28 novas vagas de emprego

O Posto de Atendimento ao Trabalhador (PAT) de Praia Grande oferece 28 novas vagas de emprego, em diferentes cargos. Sendo 11 vagas exclusivamente para pessoas com...

Corpo é encontrado dentro de fogueira em Guarujá

Um corpo ainda não identificado foi encontrado em chamas em uma fogueira montada às margens da Rodovia Cônego Domênico Rangoni, em Guarujá,...

Novembro Roxo: ONG promove a causa da prematuridade na Baixada Santista

Esse é o mês internacional de sensibilização para a causa da prematuridade. No dia 17 de novembro, comemoramos...