sábado, junho 12, 2021
21.4 C
São Vicente
21.3 C
Santos
17.5 C
Peruíbe
21.4 C
Praia Grande
21.5 C
Itanhaém
21.3 C
Guarujá
21.3 C
Mongaguá
21.3 C
Bertioga

Educação: Bolsonaro veta projeto que garantia melhorias nas redes públicas

Leia mais

São Vicente terá dia e horários de vacinação contra Covid-19 ampliados em posto dentro do shopping

Com a entrada de um novo público-alvo na campanha da vacinação contra o covid-19, a Prefeitura por meio da Secretaria da saúde...

Profissionais da limpeza e coletores de lixo são vacinados contra a Covid-19, em São Vicente

Ao todo, foram vacinados 210 profissionais deste público-alvo, sendo 150 da Terracom e 60 da Coopernatureza. O ponto de...

Estado avalia possível área para construção de conjunto habitacional em São Vicente

Nesta quinta-feira (10), o prefeito de São Vicente Kayo Amado, junto com a Secretária de Habitação Camila Oliveira, e a Secretária do...

São Vicente imuniza contra o covid-19, munícipes de 55 a 59 anos, sem comorbidades

Nesta sexta-feira (11), São Vicente, antecipará a imunização de pessoas de 55 a 59 anos, sem comorbidades, que sejam cadastrados no programa...

Vetado integralmente pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido), um projeto de lei que previa o repasse de cerca de R$ 3,5 bilhões da União para que estados e o Distrito Federal melhorassem a Internet e a conectividade da rede pública de ensino básico.

A proposta previa que os recursos deveriam ser utilizados para garantir o acesso a internet para alunos e professores durante a pandemia de coronavírus, quando as redes de ensino tiveram que suspender as aulas presenciais em diferentes ocasiões.

Pelo projeto vetado, os recursos beneficiariam alunos da rede pública provenientes de famílias que estão no cadastro único do governo para programas sociais, matriculados em escolas de comunidades indígenas e quilombolas e os professores.

O dinheiro poderia ser utilizado na compra de terminais, cedidos aos alunos e professores, e na aquisição de soluções de conectividade móvel.

Alunos dos ensinos médio e fundamental e professores também de ensino médio e fundamental, nessa ordem, teriam prioridade.

Excepcionalmente, os estados poderiam usar o dinheiro para contratar serviços de acesso à internet em banda larga para escolas, quando considerado essencial para a aprendizagem.

O texto também permitia que empresas nacionais ou estrangeiras doassem aparelhos portáteis de acesso a serviços de telefonia móvel. Essas doações poderiam ser feitas por edital ou manifestação de interesse.

Segundo o projeto, as fontes de recursos para a transferência seriam o Orçamento da União, o Fust (Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações) e o saldo correspondente a metas não cumpridas dos planos gerais de universalização firmados entre o responsável pela concessão de serviços de telecomunicações e as telefônicas, além de outras.

Ao justificar o veto, Bolsonaro argumentou que o projeto não apresenta estimativa do respectivo impacto orçamentário e financeiro, o que vai conta a Lei de Responsabilidade Fiscal e outros dispositivos legais.

Também disse que o projeto aumentaria a “alta rigidez do Orçamento”, dificultando o cumprimento de regras fiscais.

Fonte: Diário do Litoral

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

São Vicente terá dia e horários de vacinação contra Covid-19 ampliados em posto dentro do shopping

Com a entrada de um novo público-alvo na campanha da vacinação contra o covid-19, a Prefeitura por meio da Secretaria da saúde...

Profissionais da limpeza e coletores de lixo são vacinados contra a Covid-19, em São Vicente

Ao todo, foram vacinados 210 profissionais deste público-alvo, sendo 150 da Terracom e 60 da Coopernatureza. O ponto de...

Estado avalia possível área para construção de conjunto habitacional em São Vicente

Nesta quinta-feira (10), o prefeito de São Vicente Kayo Amado, junto com a Secretária de Habitação Camila Oliveira, e a Secretária do...

São Vicente imuniza contra o covid-19, munícipes de 55 a 59 anos, sem comorbidades

Nesta sexta-feira (11), São Vicente, antecipará a imunização de pessoas de 55 a 59 anos, sem comorbidades, que sejam cadastrados no programa...

São Vicente antecipa imunização de profissionais da Educação entre 18 a 44 anos para sexta-feira (11)

São Vicente, litoral Paulista, antecipará para sexta-feira (11), a imunização dos profissionais da Educação entre 18 a 44 anos, respeitando o Plano...