segunda-feira, abril 19, 2021
24 C
São Vicente
24 C
Santos
22.7 C
Peruíbe
24 C
Praia Grande
21.4 C
Itanhaém
24 C
Guarujá
20.8 C
Mongaguá
24 C
Bertioga

Estudo diz: Que nova variante da covid-19 detectada em BH reúne 18 mutações

Leia mais

Cultura indígena é exaltada em exposição fotográfica on-line

As imagens captadas em intenso dia de convivência em uma aldeia indígena ganham espaço no www.facebook.com/culturasantos, a partir desta segunda-feira (19), com...

Celulares podem ajudar no combate a fraudes em bombas de combustíveis

Provar materialmente  fraudes nas bombas de postos de combustíveis  é algo que envolve equipamentos e procedimentos complexos, além de apreensões in loco e análises laboratoriais....

Grupo LGTB vai acionar Justiça contra pastor que desejou a morte de Paulo Gustavo

O pastor José Olímpio, da igreja evangélica Assembleia de Deus de Alagoas, causou polêmica ao se manifestar contra a recuperação do ator...

Ministério Público está de olho no CDP de São Vicente por violação aos direitos humanos

O Ministério Público do Estado de São Paulo (MPE-SP) pediu à Defensoria de Justiça do Estado cópia do relatório produzido pelo Núcleo...

Cientistas de Belo Horizonte descobriram uma nova e potencialmente perigosa variante da covid-19. Essa nova cepa reúne uma combinação de 18 mutações que nunca tinham sido descritas no Sars-CoV-2. A informação é do jornal O Globo.

Segundo os cientistas, dentre essas mutações estão algumas compartilhadas com as variantes P1 (Manaus) e P2 (Rio de Janeiro), além da sul-africana B.1.1.351 e com a britânica B.1.1.7, que são todas associadas a uma maior transmissibilidade da doença.

De acordo com o coordenador do estudo, Renato Santana, da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), essa nova variante aparenta ter a mesma origem que a P1 e a P2, que pode vir a ser chamada de P4. Os cientistas também investigam se essa nova cepa apresenta um risco de maior agravamento da covid-19.

O estudo também aponta que essa nova variante pode estar em circulação por outras cidades mineiras, além de Belo Horizonte, o que poderia representar uma explosão de casos graves nas últimas semanas no Estado.

Essa descoberta foi feita por pesquisadores do Laboratório de Biologia Integrativa do Instituto de Ciências Biológicas da UFMG e do Setor de Pesquisa e Desenvolvimento do Grupo Pardini, em colaboração com o Laboratório de Virologia Molecular da Universidade Federal do Rio de Janeiro, além da Prefeitura de Belo Horizonte.

Fonte: Santa Portal

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Cultura indígena é exaltada em exposição fotográfica on-line

As imagens captadas em intenso dia de convivência em uma aldeia indígena ganham espaço no www.facebook.com/culturasantos, a partir desta segunda-feira (19), com...

Celulares podem ajudar no combate a fraudes em bombas de combustíveis

Provar materialmente  fraudes nas bombas de postos de combustíveis  é algo que envolve equipamentos e procedimentos complexos, além de apreensões in loco e análises laboratoriais....

Grupo LGTB vai acionar Justiça contra pastor que desejou a morte de Paulo Gustavo

O pastor José Olímpio, da igreja evangélica Assembleia de Deus de Alagoas, causou polêmica ao se manifestar contra a recuperação do ator...

Ministério Público está de olho no CDP de São Vicente por violação aos direitos humanos

O Ministério Público do Estado de São Paulo (MPE-SP) pediu à Defensoria de Justiça do Estado cópia do relatório produzido pelo Núcleo...

R$ 3 bilhões foram gastos por Bolsonaro na compra de vacinas que ainda não chegaram ou que sequer foram aprovadas

O governo Jair Bolsonaro já pagou R$ 1,7 bilhão às farmacêuticas Pfizer e Janssen por vacinas contra a Covid-19 que ainda não...