quinta-feira, outubro 28, 2021
23.9 C
São Vicente
23.6 C
Santos
21.6 C
Peruíbe
23.9 C
Praia Grande
24 C
Itanhaém
23.7 C
Guarujá
24 C
Mongaguá
23.6 C
Bertioga

Remédios para intubação podem acabar nos próximos dias

Leia mais

Polícia apreende mais de 50 kg de cocaína em galpão em Praia Grande

Na tarde da última terça-feira (26), a Polícia Civil apreendeu mais de 53 kg de cocaína em um galpão, em Praia Grande,...

Fidifest: 7ª edição será online e começa nesta terça-feira

A 7ª edição do Fidifest - Festival Internacional de Dança teve início nesta última terça-feira (26), e pela primeira vez a programação...

O que é febre maculosa? Doença matou um policial militar

A morte de um policial por febre maculosa, doença transmitida pelo carrapato-estrela, comuns em capivaras e cavalos, foi confirmada nesta terça-feira (26)....

São Vicente oferece cursos gratuitos

A Prefeitura de São Vicente, na Baixada Santista, disponibiliza 60 vagas para cursos de qualificação profissional de diferentes áreas. Os cursos são...

O governo de São Paulo afirmou, nesta quarta-feira, ter encaminhado ao Ministério da Saúde nove ofícios pedindo auxílio para compras do chamado kit intubação, que reúne medicamentos específicos para anestesiar e sedar pacientes com Covid-19 antes do suporte respiratório.

De acordo com o secretário de Saúde, Jean Gorinchtey, os requerimentos foram enviados “reiteradamente” à pasta federal nos últimos 40 dias, mas não houve retorno. O último foi enviado nesta terça-feira. O texto conta com informações do jornal “O Globo”.

“Em 40 dias, a Secretaria de Saúde mandou nove ofícios para o Ministério da Saúde. Nós precisamos do governo federal para a aquisição centralizada dos kits intubação. São dois grupos de medicações que realmente causam disputas para todos os entes federais e também municipais, de neuromusculares e anestésicos”.

Gorinchtey explicou que nas últimas semanas o governo estadual tem auxiliado os municípios a repor estoques dos remédios, o que “causou impacto” nas reservas. “Não podemos deixar os municípios desamparados, mas eles também, assim como a Secretaria de estado, estão tendo problemas para a aquisição junto aos distribuidores e fabricantes. Nós temos medicações na rede estadual que confortam para alguns dias”.

De acordo com o secretário, para evitar um colapso no atendimento aos pacientes com Covid-19 devido à falta dos medicamentos, estão sendo utilizados outros remédios não rotineiros para sedação e entubação.

A declaração dos integrantes do governo paulista sobre a escassez do kit entubação foi dada na manhã desta quarta-feira, durante a liberação de mais 1 milhão de doses da CoronaVac. Essa foi a 23ª entrega do ano. Até o momento, foram disponibilizadas 40,7 milhões de doses ao PNI (Programa Nacional de Imunizações).

Fonte: Diário do Litoral

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Polícia apreende mais de 50 kg de cocaína em galpão em Praia Grande

Na tarde da última terça-feira (26), a Polícia Civil apreendeu mais de 53 kg de cocaína em um galpão, em Praia Grande,...

Fidifest: 7ª edição será online e começa nesta terça-feira

A 7ª edição do Fidifest - Festival Internacional de Dança teve início nesta última terça-feira (26), e pela primeira vez a programação...

O que é febre maculosa? Doença matou um policial militar

A morte de um policial por febre maculosa, doença transmitida pelo carrapato-estrela, comuns em capivaras e cavalos, foi confirmada nesta terça-feira (26)....

São Vicente oferece cursos gratuitos

A Prefeitura de São Vicente, na Baixada Santista, disponibiliza 60 vagas para cursos de qualificação profissional de diferentes áreas. Os cursos são...

Vereadores de São Vicente aprovam redutor de IPTU e desconto de 5% em cota única

Na terça-feira dia 26, um pedido de urgência na pautação do reajuste do IPTU, causou desconforto para os 15 vereadores da cidade...