domingo, maio 29, 2022
21.7 C
São Vicente
21.6 C
Santos
19 C
Peruíbe
21.6 C
Praia Grande
19.7 C
Itanhaém
21.6 C
Guarujá
21.5 C
Mongaguá
21.7 C
Bertioga

Remédios para intubação podem acabar nos próximos dias

Leia mais

Projeto ‘É Hora de Arte’ retorna em Praia Grande 

O projeto É Hora de Arte retorna para a Baixada Santista, com oficinas gratuitas de teatro, dança, circo e grafite para crianças de 7...

Motorista de aplicativo tenta dopá jovem durante corrida em Santos

Uma jovem alega que um motorista de aplicativo em Santos, na Baixada Santista, tentou dopá-la durante uma corrida. A vítima conta que,...

A partir de julho os quiosques do Gonzaguinha serão transferidos para o Itararé em São Vicente, SP 

Os quiosques da praia do Gonzaguinha serão transferidos para unidades da Praia do Itararé em São Vicente, na Baixada Santista. A medida foi...

Polícia localiza barraco do crime em Santos

A Polícia Civil em Santos, na Baixada Santista, localizou um barraco usado para preparo e estoque de drogas. Além das drogas, anotações...

O governo de São Paulo afirmou, nesta quarta-feira, ter encaminhado ao Ministério da Saúde nove ofícios pedindo auxílio para compras do chamado kit intubação, que reúne medicamentos específicos para anestesiar e sedar pacientes com Covid-19 antes do suporte respiratório.

De acordo com o secretário de Saúde, Jean Gorinchtey, os requerimentos foram enviados “reiteradamente” à pasta federal nos últimos 40 dias, mas não houve retorno. O último foi enviado nesta terça-feira. O texto conta com informações do jornal “O Globo”.

“Em 40 dias, a Secretaria de Saúde mandou nove ofícios para o Ministério da Saúde. Nós precisamos do governo federal para a aquisição centralizada dos kits intubação. São dois grupos de medicações que realmente causam disputas para todos os entes federais e também municipais, de neuromusculares e anestésicos”.

Gorinchtey explicou que nas últimas semanas o governo estadual tem auxiliado os municípios a repor estoques dos remédios, o que “causou impacto” nas reservas. “Não podemos deixar os municípios desamparados, mas eles também, assim como a Secretaria de estado, estão tendo problemas para a aquisição junto aos distribuidores e fabricantes. Nós temos medicações na rede estadual que confortam para alguns dias”.

De acordo com o secretário, para evitar um colapso no atendimento aos pacientes com Covid-19 devido à falta dos medicamentos, estão sendo utilizados outros remédios não rotineiros para sedação e entubação.

A declaração dos integrantes do governo paulista sobre a escassez do kit entubação foi dada na manhã desta quarta-feira, durante a liberação de mais 1 milhão de doses da CoronaVac. Essa foi a 23ª entrega do ano. Até o momento, foram disponibilizadas 40,7 milhões de doses ao PNI (Programa Nacional de Imunizações).

Fonte: Diário do Litoral

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Projeto ‘É Hora de Arte’ retorna em Praia Grande 

O projeto É Hora de Arte retorna para a Baixada Santista, com oficinas gratuitas de teatro, dança, circo e grafite para crianças de 7...

Motorista de aplicativo tenta dopá jovem durante corrida em Santos

Uma jovem alega que um motorista de aplicativo em Santos, na Baixada Santista, tentou dopá-la durante uma corrida. A vítima conta que,...

A partir de julho os quiosques do Gonzaguinha serão transferidos para o Itararé em São Vicente, SP 

Os quiosques da praia do Gonzaguinha serão transferidos para unidades da Praia do Itararé em São Vicente, na Baixada Santista. A medida foi...

Polícia localiza barraco do crime em Santos

A Polícia Civil em Santos, na Baixada Santista, localizou um barraco usado para preparo e estoque de drogas. Além das drogas, anotações...

26 de maio, Dia de Concientização Nacional do Glaucoma

Com o objetivo de conscientizar as pessoas sobre a doença que é a segunda maior causa de cegueira irreversível no mundo -...