quarta-feira, novembro 9, 2022
20.2 C
São Vicente
20.1 C
Santos
15 C
Peruíbe
20.1 C
Praia Grande
15.3 C
Itanhaém
17.3 C
Guarujá
15.9 C
Mongaguá
17 C
Bertioga

Obras estão em andamento para prevenir deslizamentos nos morros santistas

Leia mais

Fumar cotonete: nova moda entre jovens e crianças traz riscos à saúde

Um novo desafio do TikTok está preocupando os especialistas. Agora, uma nova tendência levanta riscos entre o público jovem: fumar cotonete. A...

Praia Grande abre processo seletivo para vagas de auxiliar de guarda-vidas temporário

Os interessados já podem se inscrever para o novo processo seletivo para as vagas remanescentes e temporárias de auxiliar de guarda-vidas, de...

PAT de Guarujá oferece 20 novas vagas de emprego

O Posto de Atendimento ao Trabalhador (PAT) de Guarujá, na Baixada Santista, oferece 21 novas oportunidades de emprego. Há vagas para diversas...

Procon-SP alerta consumidores para a Black Friday

A Black Friday 2022, evento que promove descontos e ofertas, começa dia 25 de novembro no Brasil. O Procon-SP divulgou algumas recomendações...

 Os morros santistas já receberam dez obras emergenciais e têm outras 12 em andamento para reverter os danos provocados pelas fortes chuvas que atingiram a Cidade em março do ano passado. O objetivo é garantir a segurança dos moradores dos bairros da região. De acordo com o planejamento da Prefeitura, o investimento vai alcançar quase R$ 40 milhões. São R$ 14,4 milhões de recursos próprios e o restante composto por verbas federais e estaduais

Estão com obras emergenciais Monte Serrat, Boa Vista, Pacheco, Penha e São Bento, Santa Maria e Fontana. Somente a cargo da Secretaria de Infraestrutura e Edificações, cinco áreas dos morros santistas recebem serviços de drenagem e reconstrução de encostas.
A intervenção na Escadaria Monsenhor Moreira, no Monte Serrat, está na fase inicial. Já o trecho de encosta na Rua 2, no Morro Boa Vista e o trecho de encosta entre a Rua 2 e a Visconde de Embaré, no Morro do Pacheco, têm mais de 20% dos serviços prontos.
No Morro da Penha as obras na encosta, entre as ruas 8 e 1, alcançaram 40% do cronograma. E a reconstrução de trecho de encosta da Rua São Bernardo, no Morro São Bento, está mais da metade pronta. 
Mais três obras começarão em breveA secretária de Infraestrutura e Edificações, Larissa Oliveira Cordeiro, revela que três obras com licitação concluída, na fase de formalização de contrato, devem começar em até um mês. Serão executadas nos morros Pacheco (Rua 7 x 8), Fontana (Av. N. Sra. do Monte Serrat, 1.793) e São Bento (Rua Santa Marta x Marina Magalhães). “Trata-se de reconstrução de encostas com recursos do governo Federal, de R$ 5,2 milhões, com contrapartida da Prefeitura”.
Ao mesmo tempo, a equipe da Siedi trabalha na contratação dos projetos executivos para outros quatro lotes de obras emergenciais. Segundo a secretária Larissa, os estudos compreendem topografia, investigações geotécnicas e geológicas, estudos preliminares das intervenções, além do próprio projeto executivo.
O primeiro lote vai atender aos morros José Menino e Saboó. No José Menino, está prevista a readequação da drenagem pluvial de todo o sistema viário e no Saboó a restruturação das escadarias de acesso com a melhoria em todo o sistema de drenagem pluvial.
Em seguida, serão atendidos os morros Caneleira e Santa Maria; Monte Serrat e Ilhéu Alto; José Menino, Marapé, Caneleira e Cachoeira, que fazem parte do segundo, terceiro e quarto lotes, respectivamente. 
Obras já concluídas em áreas mais críticasJá estão concluídas as obras no Monte Serrat, Nova Cintra, Penha, Santa Maria e em seis pontos do Morro São Bento, áreas consideradas em situação mais crítica.
As obras complexas, realizadas em áreas de grande extensão, foram tocadas por vários setores da Prefeitura, com investimento de R$ 19,3 milhões, recursos dos governos estadual, federal e municipal. 
Intervenções são norteadas por mapeamento detalhadoA Defesa Civil, juntamente com as secretarias de Infraestrutura e Edificações e Serviços Públicos, elaborou um detalhado mapeamento das áreas afetadas pelas chuvas de março do ano passado, indicando as prioridades de execução de obras emergenciais, drenagem, contenção de encostas, entre outros serviços.
Os projetos de engenharia para resolver os problemas foram encaminhados aos governos estadual e federal com o pedido de verbas. Após aprovação, os recursos vão sendo liberados de acordo com o andamento das obras.
“Os pontos de maior risco foram interditados e desocupados e a Defesa Civil realiza vistoria e monitora constantemente as áreas afetadas pelas chuvas do ano passado”, diz o Daniel Onias, coordenador da Defesa Civil.

Fonte: Santa Portal

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Fumar cotonete: nova moda entre jovens e crianças traz riscos à saúde

Um novo desafio do TikTok está preocupando os especialistas. Agora, uma nova tendência levanta riscos entre o público jovem: fumar cotonete. A...

Praia Grande abre processo seletivo para vagas de auxiliar de guarda-vidas temporário

Os interessados já podem se inscrever para o novo processo seletivo para as vagas remanescentes e temporárias de auxiliar de guarda-vidas, de...

PAT de Guarujá oferece 20 novas vagas de emprego

O Posto de Atendimento ao Trabalhador (PAT) de Guarujá, na Baixada Santista, oferece 21 novas oportunidades de emprego. Há vagas para diversas...

Procon-SP alerta consumidores para a Black Friday

A Black Friday 2022, evento que promove descontos e ofertas, começa dia 25 de novembro no Brasil. O Procon-SP divulgou algumas recomendações...

Destaque do carnaval paulista é achada morta em casa

Vítima de um infarto, um dos grandes nomes do carnaval paulista, a passista Michelle da Costa Chaga, conhecida como Michelle Mibow, de...