quarta-feira, junho 16, 2021
22.1 C
São Vicente
22 C
Santos
17.1 C
Peruíbe
21.9 C
Praia Grande
22 C
Itanhaém
22 C
Guarujá
21.9 C
Mongaguá
22.1 C
Bertioga

Covid-19: Variante P1 altamente transmissível em São Paulo

Leia mais

São Vicente: Pets são castrados na Área Continental

No último domingo (13), cerca de 48 animais, foram castrados na Unidade de Saúde Animal (Ubasa), na área Continental, em São Vicente....

SV antecipará vacina contra o covid-19, em pessoas de 45 a 49 anos sem comorbidades

A partir de sexta-feira (18), São Vicente antecipará a vacinação contra o covid-19, para pessoas de 45 a 49 anos, sem comorbidades....

Aberta as inscrições para o curso de capacitação de serralheria em São Vicente

 A Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Reações do trabalho (Sedect), informa que estão abertas as inscrições para o curso de...

Segunda-feira: GCM dispersa cerca de 500 pessoas em aglomerações em São Vicente

Nesta segunda-feira (14), a Guarda Civil Municipal de São Vicente, recebeu duas denúncias de aglomerações em dois bares da cidade, um no...

A nova variante P.1 do novo coronavírus, vinda de Manaus, já responde por 90% das amostras analisadas pelo Instituto Adolfo Lutz no estado de São Paulo.

Estudo feitos pela Secretaria estadual da Saúde de São Paulo, 90% das amostras tinham prevalência da P.1. Uma das variantes mais perigosa por ser altamente transmissível, convertendo para quadro mais graves.

O estudo também demonstrou que a prevalência dessa variante no estado quadruplicou em apenas três meses. Em janeiro, ela representava 20% dos sequenciamentos. Em fevereiro, a 40%. E no mês seguinte, já respondia por 80% das amostras analisadas. Essa variante está presente em todos os 17 departamentos de saúde do estado e só não é prevalente nas regiões de São José do Rio Preto e Presidente Prudente, onde a P.2 (que surgiu no Rio de Janeiro) é mais evidente.

Nas amostras analisadas pelo Adolfo Lutz, 21 linhagens diferentes do novo coronavírus foram encontradas. Entre elas, três são variantes de atenção: a P.1 (Manaus), a B.1.1.7 (Reino Unido) e a B.1.351 (África do Sul). O estudo indica que as duas primeiras circulam mais efetivamente no estado paulista.

As variantes podem ser mais resistentes às vacinas. Por isso, é fundamental continuar fazendo o uso de máscara, higienizando as mãos com água e sabão ou álcool gel e manter o distanciamento social.

Casos autóctones

Até ontem (27), 164 casos autóctones dessas três variantes já foram identificadas em São Paulo, sendo 152 delas com confirmações da P.1. Quanto à B.1.1.7 (Reino Unido), foram confirmados nove casos, sendo cinco deles na capital e um caso nas cidades de Peruíbe, Jacareí, Guarulhos e Bauru.

Para a variante sul-africana (B.1.351), houve três notificações no estado, sendo duas delas em Sorocaba e uma em Santos.

Fonte: Diário do Litoral

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

São Vicente: Pets são castrados na Área Continental

No último domingo (13), cerca de 48 animais, foram castrados na Unidade de Saúde Animal (Ubasa), na área Continental, em São Vicente....

SV antecipará vacina contra o covid-19, em pessoas de 45 a 49 anos sem comorbidades

A partir de sexta-feira (18), São Vicente antecipará a vacinação contra o covid-19, para pessoas de 45 a 49 anos, sem comorbidades....

Aberta as inscrições para o curso de capacitação de serralheria em São Vicente

 A Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Reações do trabalho (Sedect), informa que estão abertas as inscrições para o curso de...

Segunda-feira: GCM dispersa cerca de 500 pessoas em aglomerações em São Vicente

Nesta segunda-feira (14), a Guarda Civil Municipal de São Vicente, recebeu duas denúncias de aglomerações em dois bares da cidade, um no...

Implantação de uma nova sede da Polícia Militar é discutida em São Vicente

Nesta terça-feira (15), o Prefeito Kayo Amado, de São Vicente, litoral de SP, recebeu autoridades de Polícia Militar e do legislativo, para...