domingo, outubro 24, 2021
19.1 C
São Vicente
19.1 C
Santos
18.8 C
Peruíbe
19.2 C
Praia Grande
19.4 C
Itanhaém
19.1 C
Guarujá
19.2 C
Mongaguá
18.7 C
Bertioga

PL que corta linhas de fretados ameaça setor, que pede ajuda a Rosana Valle

Leia mais

Por ano no país; morte violenta atinge 6,97 mil crianças e adolescentes

O Brasil teve uma média de 6,97 mil mortes violentas intencionais de crianças e adolescentes por ano nos últimos cinco anos. De...

IBGE aponta que 77,4% das novas empresas do Brasil não têm funcionários

Nesta sexta-feira (22), o IBGE divulgou, que maioria das empresas abertas no Brasil tem apenas sócio ou proprietário e não dispõe de...

Reajustes salariais em setembro ficam abaixo do INPC

O reajuste médio dos salários obtidos nas negociações em setembro ficou 1,9 ponto percentual abaixo do Índice Nacional de Preços ao Consumidor...

São Vicente não terá queima de fogos no Réveillon

Nesta sexta-feira (22), a prefeitura de São Vicente, na Baixada Santista anunciou, que tradicional queima de fogos no Réveillon não será realizada...

A deputada federal Rosana Valle (PSB) se colocou à disposição dos fretadores de ônibus e vans que estão sendo ameaçados pelo Projeto de Lei 3819/20, do senador Marcos Rogério (DEM-RO), que, se aprovado, pode cancelar 14 mil licenças já concedidas pela Agência Nacional de Transporte Terrestres (ANTT) a empresas que promovem serviços de transporte com veículos fretados em mais de 200 cidades.

Este projeto ainda proíbe a intermediação para o fretamento, feito há anos por empresas que agendam veículos para, por exemplo, levar pacientes ao Hospital do Câncer, em Barretos; que socorrem refugiados que chegam nos aeroportos brasileiros ou ainda outros serviços de transfer de turismo e de trabalhadores entre diversas cidades.
Vera Ribeiro, Fernando Rodrigues e Kleberson Amaral, líderes do movimento de resistência dos fretadores, informaram que, caso o PL 3819/20 seja aprovado com estes artigos, centenas de empresários irão à falência e haverá muito desemprego de motoristas e agenciadores de fretados, sejam ônibus ou vans.

O PL ainda eleva a exigência do capital mínimo das empresas e impede que os veículos fretados apenas levem pessoas para seus destinos, sendo obrigado que façam, na mesma viagem, a ida e a volta. “São medidas que interessam aos grandes grupos de transporte, uma vez que 93% de todo o transporte de ônibus no Brasil está na mão de três empresas”, disse Fernando Rodrigues.

Os líderes do movimento pediram à deputada Rosana Valle que faça gestões para que prevaleça o Projeto de Lei 2292/2021, que foi apensado ao PL 3819/20, que não aplica estas medidas altamente restritivas à atividade.

Na condição de membro titular da Comissão de Viação e Transporte da Câmara Federal, Rosana Valle falará com seus pares e também com os ministérios do Turismo e da Infraestrutura, para que impeçam o fim dos serviços de fretamento no País.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Por ano no país; morte violenta atinge 6,97 mil crianças e adolescentes

O Brasil teve uma média de 6,97 mil mortes violentas intencionais de crianças e adolescentes por ano nos últimos cinco anos. De...

IBGE aponta que 77,4% das novas empresas do Brasil não têm funcionários

Nesta sexta-feira (22), o IBGE divulgou, que maioria das empresas abertas no Brasil tem apenas sócio ou proprietário e não dispõe de...

Reajustes salariais em setembro ficam abaixo do INPC

O reajuste médio dos salários obtidos nas negociações em setembro ficou 1,9 ponto percentual abaixo do Índice Nacional de Preços ao Consumidor...

São Vicente não terá queima de fogos no Réveillon

Nesta sexta-feira (22), a prefeitura de São Vicente, na Baixada Santista anunciou, que tradicional queima de fogos no Réveillon não será realizada...

Carga de cigarros contrabandeados estimada em R$ 2 milhões é apreendida

Na manhã desta sexta-feira (22), aproximadamente 400 mil maços de cigarros de origem estrangeira foram encontrados, dentro de um caminhão que trafegava...