segunda-feira, outubro 18, 2021
20.6 C
São Vicente
20.7 C
Santos
18.6 C
Peruíbe
20.6 C
Praia Grande
20.1 C
Itanhaém
20.7 C
Guarujá
20.2 C
Mongaguá
21.2 C
Bertioga

Programa estadual aumenta recursos destinados à hospitais da Baixada Santista

Leia mais

‘Elas Fazem’ abre nova turma para capacitar mulheres na área da construção civil

Nova oportunidade de capacitação para mulheres na área da construção civil. O projeto "Elas Fazem", abre nova turma na área de pequenos...

Prefeitura de São Vicente oferece capacitação para preparação de vitrines de lojas

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e relações do Trabalho (Sedect), em parceria com o Senac/Sebrae disponibiliza o curso de Vitrinismo...

Ônibus intermunicipal é apedrejado em tentativa de assalto em Praia Grande

Na noite de sábado (16), um ônibus que operava na linha 934EX da Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo (EMTU),...

Otrantur não paga empresas que sublocam micro-ônibus e frota é paralisada em São Vicente

Na manhã desta segunda-feira (18), representantes de empresas que sublocam os micro-ônibus para a Otrantur, responsável pelo transporte público de São Vicente,...

Divulgado nesta última quinta-feira (29), o programa ‘Mais Santas Casas’, do Governo de São Paulo, destinará R$ 1,2 bilhão anualmente para a prestação de serviços de Santas Casas e Hospitais Filantrópicos do estado. 

O aumento corresponde a 25% dos recursos monetários já destinados aos hospitais que atendem pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Ou seja, será destinado uma quantia de R$ 250 milhões a mais nesse tipo de auxílio financeiro.

Na região, os hospitais beneficiados serão a Santa Casa de Santos, o Hospital Santo Amaro (Guarujá) e o Hospital Santo Antônio (Santos). As unidades que atingem maior público terão um aumento percentual maior no valor recebido do que os hospitais que atendem menos pacientes.

O programa estabelece três categorias de centros hospitalares. A primeira categoria é referente aos hospitais de maior porte, que possuem mais de 150 leitos incluindo UTIs, receberão 70% a mais do que já produzem pelo teto federal.

A segunda categoria abrange os hospitais de médio porte que atendem pelo SUS. Serão considerados hospitais dessa classificação aqueles que possuem aproximadamente 100 leitos, UTI receberão 40% a mais nos recursos do teto.

A terceira categoria é equivalente aos demais hospitais que atendem pelo SUS no estado. Para eles, independente do número de leitos, será destinado um aumento correspondente a 10% a mais do que produzem pelo teto federal.

Fonte:G1 Santos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

‘Elas Fazem’ abre nova turma para capacitar mulheres na área da construção civil

Nova oportunidade de capacitação para mulheres na área da construção civil. O projeto "Elas Fazem", abre nova turma na área de pequenos...

Prefeitura de São Vicente oferece capacitação para preparação de vitrines de lojas

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e relações do Trabalho (Sedect), em parceria com o Senac/Sebrae disponibiliza o curso de Vitrinismo...

Ônibus intermunicipal é apedrejado em tentativa de assalto em Praia Grande

Na noite de sábado (16), um ônibus que operava na linha 934EX da Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo (EMTU),...

Otrantur não paga empresas que sublocam micro-ônibus e frota é paralisada em São Vicente

Na manhã desta segunda-feira (18), representantes de empresas que sublocam os micro-ônibus para a Otrantur, responsável pelo transporte público de São Vicente,...

PAT de São Vicente oferece 8 vagas de emprego

Nesta segunda-feira (18), o Posto de Atendimento ao Trabalhador (PAT), de São Vicente, na baixada santista oferece 8 novas oportunidades de...