quarta-feira, janeiro 26, 2022
35.1 C
São Vicente
27.9 C
Santos
28.8 C
Peruíbe
35.1 C
Praia Grande
35.1 C
Itanhaém
27.9 C
Guarujá
34.9 C
Mongaguá
36.9 C
Bertioga

DE SÃO VICENTE PRA CHINA: Empresário vicentino vai exportar açaí para o Oriente

Leia mais

Posto de coleta de leite humano para recém-nascidos em Praia Grande

Um posto de coleta de leite humano, foi implantado nesta terça-feira (25) em Praia Grande, na Baixada Santista, para ajudar a salvar...

Garotinho de 2 anos compra mais de R$ 10 mil em móveis com celular da mãe

Com o celular da mãe, um garotinho de dois anos apertou um botão sem querer. O botão confirmava a compra de quase...

Cursos gratuitos de qualificação em Santos

O Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares da Baixada Santista e Vale do Ribeira (SinHoRes) abre inscrições para cursos gratuitos de...

Criança se acidenta em parque de São Vicente e leva 12 pontos

Uma criança de sete anos, filho de uma moradora da Área Continental de São Vicente, na Baixada Santista, levou mais de dez...

O empresário de São Vicente, Jorge Feliciano, está prestes a exportar açaí para a China. Atualmente a empresa Brazuka Açaí produz cerca de 4 toneladas do produto por dia.

Após a Conferência Internacional de Comércio Brasil-China, promovida pelo vereador Jhony Sasaki, em São Vicente, o empresário iniciou as negociações com o mercado chinês. “Além do mercado interno, estamos sempre abertos à exportação. Já estamos fechando o contrato para iniciarmos os trabalhos na China”, explica o empresário.

Nas redes sociais, o vereador Jhony Sasaki enalteceu a conquista do comerciante. “As oportunidades muitas vezes estão ao nosso redor. A partir desta conquista, em breve, pessoas do outro lado do mundo estarão degustando de um produto fabricado em nossa região”, diz Sasaki.

A empresa produz açaí e cupuaçú e já chegamos a exportar para a Austrália, Angola, Portugal, Arábia Saudita. Ele conta que a empresa começou por acaso. “Eu sou engenheiro e fui chamado para fazer um serviço em uma pequena fábrica de açaí. A máquina daquela empresa dava muito problema. Eu fui consertá-la e fiz amizade com o proprietário que, posteriormente quis vender a fábrica e compramos”, afirma Feliciano.

Atualmente sete funcionários trabalham diretamente na empresa. “Devido a pandemia, precisamos reduzir o quadro. Mas, com a exportação, espero aumentar ou quem sabe até dobrar este número”, acredita Jorge Feliciano.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Posto de coleta de leite humano para recém-nascidos em Praia Grande

Um posto de coleta de leite humano, foi implantado nesta terça-feira (25) em Praia Grande, na Baixada Santista, para ajudar a salvar...

Garotinho de 2 anos compra mais de R$ 10 mil em móveis com celular da mãe

Com o celular da mãe, um garotinho de dois anos apertou um botão sem querer. O botão confirmava a compra de quase...

Cursos gratuitos de qualificação em Santos

O Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares da Baixada Santista e Vale do Ribeira (SinHoRes) abre inscrições para cursos gratuitos de...

Criança se acidenta em parque de São Vicente e leva 12 pontos

Uma criança de sete anos, filho de uma moradora da Área Continental de São Vicente, na Baixada Santista, levou mais de dez...

Bolsonaro decreta luto oficial de um dia pelo falecimento de Olavo de Carvalho

O presidente Jair Bolsonaro (PL) decretou luto oficial de um dia em razão da morte do guru bolsonarista Olavo de Carvalho. A decisão foi...