quarta-feira, novembro 9, 2022
20.2 C
São Vicente
20.1 C
Santos
15 C
Peruíbe
20.1 C
Praia Grande
15.3 C
Itanhaém
17.3 C
Guarujá
15.9 C
Mongaguá
17 C
Bertioga

Guarujá terá mais 240 moradias para vítimas de deslizamentos de encostas

Leia mais

Fumar cotonete: nova moda entre jovens e crianças traz riscos à saúde

Um novo desafio do TikTok está preocupando os especialistas. Agora, uma nova tendência levanta riscos entre o público jovem: fumar cotonete. A...

Praia Grande abre processo seletivo para vagas de auxiliar de guarda-vidas temporário

Os interessados já podem se inscrever para o novo processo seletivo para as vagas remanescentes e temporárias de auxiliar de guarda-vidas, de...

PAT de Guarujá oferece 20 novas vagas de emprego

O Posto de Atendimento ao Trabalhador (PAT) de Guarujá, na Baixada Santista, oferece 21 novas oportunidades de emprego. Há vagas para diversas...

Procon-SP alerta consumidores para a Black Friday

A Black Friday 2022, evento que promove descontos e ofertas, começa dia 25 de novembro no Brasil. O Procon-SP divulgou algumas recomendações...

O prefeito Válter Suman e o secretário municipal de Habitação, Marcelo Mariano, estão em Brasília hoje (15), no Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), para assinar um convênio que garante ao Município R$ 27 milhões para a construção de 240  moradias no Cantagalo – região da Enseada. 

As unidades serão destinadas às vítimas dos delizamentos decorrentes da tempestade que assolou o Município em em março deste ano, desabrigando centenas de famílias. Com a liberação dos recursos, a obra deve  começar no primeiro semestre do próximo ano.

O novo projeto habitacional será desenvolvido em parceria com a Secretaria Nacional de Defesa Civil e atenderá famílias da Vila Júlia, Vila Baiana, Vale da Morte e Barreira do João Guarda, que atualmente são atendidas pelo Município com aluguel social. 

As moradias serão construídas  na quadra 2  do Conjunto Cantagalo (Projeto Enseada), que depois  de tratativas da Prefeitura junto à Cetesb, por ser área de preservação ambiental,  foi destinada à produção habitacional. 

A  pedido da Secretaria Municipal de Habitação (Sehab), a deputada  federal Rosana Valle ajudou na intermediação das negociações com o Governo Federal no sentido de transpor o projeto para a Secretaria Nacional de Defesa Civil, uma vez que no programa Minha Casa Minha Vida não havia recursos disponíveis.

Na semana passada, o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho atendeu a solicitação do Município e autorizou a construção das 240 moradias. “Quem ganha é a população. Além de atender famílias de áreas de risco, conseguimos proporcionar o sonho da casa própria”, pontuou o titular da Sehab.

Reportagem: Diário do Litoral

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Fumar cotonete: nova moda entre jovens e crianças traz riscos à saúde

Um novo desafio do TikTok está preocupando os especialistas. Agora, uma nova tendência levanta riscos entre o público jovem: fumar cotonete. A...

Praia Grande abre processo seletivo para vagas de auxiliar de guarda-vidas temporário

Os interessados já podem se inscrever para o novo processo seletivo para as vagas remanescentes e temporárias de auxiliar de guarda-vidas, de...

PAT de Guarujá oferece 20 novas vagas de emprego

O Posto de Atendimento ao Trabalhador (PAT) de Guarujá, na Baixada Santista, oferece 21 novas oportunidades de emprego. Há vagas para diversas...

Procon-SP alerta consumidores para a Black Friday

A Black Friday 2022, evento que promove descontos e ofertas, começa dia 25 de novembro no Brasil. O Procon-SP divulgou algumas recomendações...

Destaque do carnaval paulista é achada morta em casa

Vítima de um infarto, um dos grandes nomes do carnaval paulista, a passista Michelle da Costa Chaga, conhecida como Michelle Mibow, de...