domingo, maio 22, 2022
19 C
São Vicente
19 C
Santos
20.9 C
Peruíbe
19 C
Praia Grande
20.6 C
Itanhaém
18.9 C
Guarujá
18.8 C
Mongaguá
19 C
Bertioga

Rosana Valle assina autorização para mais 240 moradias no Cantagalo, em Guarujá

Leia mais

Moedas antigas em sua casa podem valer um bom dinheiro

Muitos não sabem, mas existem moedas antigas que valem dinheiro. Alguns fatores como tiragem limitada ou erros que tiraram as moedas de circulação, as...

Pousada abriga moradores de rua do frio intenso em São Vicente

A Pousada Praia de São Vicente está promovendo uma ação social muito importante abrigando temporariamente pessoas em situação de rua do frio...

Praia de Guarujá terá iluminação apagada diariamente a partir da 1h da manhã

A Prefeitura de Guarujá decidiu apagar as luzes da faixa de areia da Praia das Astúrias diariamente a partir da 1h da manhã....

UBSs de São Vicente passam a atender aos sábados até final de maio

Os moradores de São Vicente, terão atendimento nas unidades de saúde públicas aos sábado, até o dia 28 de maio. O objetivo...

A deputada federal Rosana Valle (PSB) assinou, hoje (15), em Brasília, a autorização para a construção de mais 240 moradias no Conjunto Cantagalo, em Guarujá, um investimento de R$ 27 milhões, com recursos do Ministério do Desenvolvimento Regional. As unidades vão beneficiar famílias das vítimas desalojadas pelos deslizamentos de março deste ano, quando morreram 34 pessoas.

A autorização foi assinada conjuntamente com o prefeito de Guarujá, Válter Suman e o ministro Rogério Marinho. Rosana Valle vem lutando pela retomada total das 1.060 moradias do conjunto previstas no contrato. Em setembro, o secretário Nacional da Habitação, Alfredo Eduardo dos Santos, reunido com a deputada, informou que tomaria todas as providências nesse sentido.

Na sequência, o ministro Rogério Marinho confirmou estas 240 unidades para atender famílias vítimas dos deslizamentos.

As obras do Conjunto Cantagalo começaram em 2014. Das 1.060 unidades revistas, somente 400 foram entregues. Isso porque faltaram recursos orçamentários para autorização de novas obras, como a construção de mais 760 moradias no conjunto.

Rosana Valle pediu então ao secretário Nacional de Habitação, Alfredo Santos, que comece em Guarujá um projeto piloto, em parceria com a Secretaria Nacional de Defesa Civil, que atenderia as mais de 600 famílias desalojadas. Hoje, a Prefeitura paga aluguel social para as famílias atingidas.

“A boa notícia é que 240 famílias já podem ter esperança de ir para uma casa nova. Vamos continuar lutando para ver todo o conjunto concluído”, disse a deputada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Moedas antigas em sua casa podem valer um bom dinheiro

Muitos não sabem, mas existem moedas antigas que valem dinheiro. Alguns fatores como tiragem limitada ou erros que tiraram as moedas de circulação, as...

Pousada abriga moradores de rua do frio intenso em São Vicente

A Pousada Praia de São Vicente está promovendo uma ação social muito importante abrigando temporariamente pessoas em situação de rua do frio...

Praia de Guarujá terá iluminação apagada diariamente a partir da 1h da manhã

A Prefeitura de Guarujá decidiu apagar as luzes da faixa de areia da Praia das Astúrias diariamente a partir da 1h da manhã....

UBSs de São Vicente passam a atender aos sábados até final de maio

Os moradores de São Vicente, terão atendimento nas unidades de saúde públicas aos sábado, até o dia 28 de maio. O objetivo...

Homem usa barras da praia para fazer ‘pole dance’ 

Em uma barra fixa instalada na Praia da Enseada, no Centro de Bertioga, um homem resolveu inovar ao se exercitar. Em imagens...