segunda-feira, setembro 27, 2021
25.4 C
São Vicente
25.2 C
Santos
22.2 C
Peruíbe
25.4 C
Praia Grande
25.2 C
Itanhaém
25.1 C
Guarujá
25.8 C
Mongaguá
25.6 C
Bertioga

Anvisa rejeita parte da documentação da Coronavac e pede mais dados

Leia mais

AstraZeneca: Praia Grande suspende aplicação de 2ª dose do imunizante

Nesta segunda-feira (27), Praia Grande, na baixada santista, suspendeu temporariamente a aplicação da segunda dose da vacina de Oxford/AstraZeneca, após o imunizante...

Homem reage a assalto e persegue ladrão

Na tarde do último domingo (26), um homem reagiu a um assalto e saiu correndo atrás do criminoso em São Vicente, na...

Rap pagará multa de R$ 2,4 milhões à Justiça Federal por tráfico internacional de drogas

O narcotraficante André do Rap, foi condenado a pagar uma multa de mais de R$ 2,4 milhões à Justiça Federa, referente ao...

Porto de Santos: Receita localiza grande quantidade de munição em meio à carga importada

Na última quinta-feira (23), durante uma conferência em carga importada, a Receita Federal localizou grande quantidade de munição para armas de fogo...

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) rejeitou parte da documentação encaminhada pelo Instituto Butantan para análise do pedido de uso emergencial da Coronavac, vacina contra a covid-19 desenvolvida em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac.

De acordo com um quadro divulgado neste sábado pela agência reguladora, não foram aceitos “os resultados da análise interna de desfecho primário do estudo clínico de fase 3”, que comprovam a eficácia acima dos 50%. De acordo com o Butantan, o imunizante apresentou eficácia de 78%.

A falta de informações foi informada ao Butantan na manhã deste sábado e a análise do pedido não será paralisada. Apesar disso, somente após a apresentação dos dados faltantes a Anvisa poderá se manifestar sobre o uso da vacina na população.

“A submissão dos documentos técnicos previstos é condição necessária para viabilizar a avaliação, conclusão e a deliberação sobre a autorização de uso emergencial das vacinas”, informou a agência.

De acordo com a Anvisa, as informações são essenciais para a confiabilidade do estudo apresentado esta semana. “O grau de confiança nos resultados gerados por um estudo clínico, também chamado de validade interna, deve ser avaliado por uma autoridade sanitária para permitir concluir pela eficácia e segurança de uma vacina experimental”.

A agência informou que, após ser notificado sobre a ausência dos dados, o Butantan se prontificou a providenciar tudo “com brevidade”.

A Anvisa também se manifestou sobre a análise prévia da documentação apresentada pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) junto com o pedido de uso emergencial da vacina desenvolvida com a farmacêutica AstraZeneca e a Universidade de Oxford. Segundo a agência, os dados são suficientes para o prosseguimento da análise.

Após a apresentação dos pedidos, realizada ontem, a agência tem dez dias corridos para se manifestar. A Anvisa não informou se a ausência dos dados da Coronavac poderá prejudicar esse prazo.

Reportagem: Valor Econômico

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

AstraZeneca: Praia Grande suspende aplicação de 2ª dose do imunizante

Nesta segunda-feira (27), Praia Grande, na baixada santista, suspendeu temporariamente a aplicação da segunda dose da vacina de Oxford/AstraZeneca, após o imunizante...

Homem reage a assalto e persegue ladrão

Na tarde do último domingo (26), um homem reagiu a um assalto e saiu correndo atrás do criminoso em São Vicente, na...

Rap pagará multa de R$ 2,4 milhões à Justiça Federal por tráfico internacional de drogas

O narcotraficante André do Rap, foi condenado a pagar uma multa de mais de R$ 2,4 milhões à Justiça Federa, referente ao...

Porto de Santos: Receita localiza grande quantidade de munição em meio à carga importada

Na última quinta-feira (23), durante uma conferência em carga importada, a Receita Federal localizou grande quantidade de munição para armas de fogo...

Doria anuncia volta de torcida aos estádios em SP a partir de outubro

Na última quinta-feira (23), o Governador João Doria anunciou, a liberação do acesso do público aos estádios nas partidas de futebol em...