domingo, novembro 6, 2022
19 C
São Vicente
19 C
Santos
15.8 C
Peruíbe
19 C
Praia Grande
17.2 C
Itanhaém
19.8 C
Guarujá
17.9 C
Mongaguá
18.6 C
Bertioga

Ministério da Saúde pede ao Butantan entrega ‘imediata’ de 6 milhões de doses

Leia mais

Tutora de labradora com câncer na pata vende camisetas para custear tratamento de R$ 20 mil

Foi um susto para Thaís Câmara, de 27 anos, tutora da labradora de apenas dois anos, diagnosticada com sarcoma (tumor maligno) na...

Suspeito de estar envolvido na morte de PM em feira livre é preso em São Vicente, SP

Um criminoso envolvido na morte do policial militar Amável Pinheiro Correa, de 71 anos, foi preso em uma comunidade de São Vicente, na...

Por falta de manutenção, cobertura do Deck do Pescador desaba em São Vicente

A cobertura do Deck do Pescador desabou em São Vicente. O acidente ocorreu após uma pequena fogueira que foi montada na estrutura....

Avião da FAB que desapareceu é encontrado totalmente destruído; dois ocupantes morreram

O avião da Força Aérea Brasileira (FAB) que estava sumido em Santa Catarina foi encontrado neste sábado (5) em uma área de mata de Canelinha,...

O Ministério da Saúde enviou nesta sexta-feira (15) ao Instituto Butantan um ofício no qual pediu a entrega “imediata” de 6 milhões de doses importadas da vacina contra a Covid-19.
O documento é assinado pelo diretor do Departamento de Logística em Saúde, Roberto Ferreira Dias, e endereçado ao diretor do instituto, Dimas Covas.
“Solicitamos os bons préstimos para disponibilizar a entrega imediata das 6 milhões de doses importadas e que foram objeto do pedido de autorização de uso emergencial perante a Anvisa”, diz o documento.
“Ressaltamos a urgência na imediata entrega do quantitativo contratado e acima mencionado, tendo em vista que este ministério precisa fazer o devido loteamento para iniciar a logística de distribuição para todos os estados da federação de maneira simultânea e equitativa, conforme cronograma previsto no Plano Nacional de Operacionalização da vacinação contra a Covid–19”, acrescenta o ministério.
Ainda no documento, o governo federal informa ao Butantan que, no próximo domingo (17), a Anvisa analisará os pedidos de uso emergencial de duas vacinas.
As duas vacinas que devem ser analisadas pela Anvisa no domingo são:
Pedido do Butantan: 6 milhões de doses vindas da China;
Pedido da Fundação Oswaldo Cruz: 2 milhões de doses que devem ser importadas do laboratório Serum, da Índia.
No Brasil, o Butantan produz a vacina Coronavac em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac. A Fiocruz produz a vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford (Reino Unido) e o laboratório AstraZeneca.
Além dessas, a farmacêutica brasileira União Química já informou que doses da vacina russa Sputnik V devem ser produzidas ainda em janeiro em Brasília.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Tutora de labradora com câncer na pata vende camisetas para custear tratamento de R$ 20 mil

Foi um susto para Thaís Câmara, de 27 anos, tutora da labradora de apenas dois anos, diagnosticada com sarcoma (tumor maligno) na...

Suspeito de estar envolvido na morte de PM em feira livre é preso em São Vicente, SP

Um criminoso envolvido na morte do policial militar Amável Pinheiro Correa, de 71 anos, foi preso em uma comunidade de São Vicente, na...

Por falta de manutenção, cobertura do Deck do Pescador desaba em São Vicente

A cobertura do Deck do Pescador desabou em São Vicente. O acidente ocorreu após uma pequena fogueira que foi montada na estrutura....

Avião da FAB que desapareceu é encontrado totalmente destruído; dois ocupantes morreram

O avião da Força Aérea Brasileira (FAB) que estava sumido em Santa Catarina foi encontrado neste sábado (5) em uma área de mata de Canelinha,...

Incêndio em boate mata 13 pessoas

Um incêndio em uma boate na cidade russa de Kostroma, deixa pelo menos 13 pessoas mortas. O fogo...