sábado, janeiro 29, 2022
25.4 C
São Vicente
25.4 C
Santos
21.4 C
Peruíbe
25.4 C
Praia Grande
25.1 C
Itanhaém
24 C
Guarujá
24.3 C
Mongaguá
24.1 C
Bertioga

Instagram: Venda de selo de verificação pode dar cadeia

Leia mais

Moradora fica chocada ao ver praia lotada de lixo em Praia Grande

Uma mulher de Ubatuba, litoral de São Paulo, compartilhar um registro da praia de Praia Grande durante o nascer do sol, na última quinta-feira (27).

Mais de 2 mil vagas para cursos esportivos em São Vicente

A Secretaria de Cultura, Esporte e cidadania (Secec) de São Vicente, na Baixada santista, abre mais de 2,6 mil vagas para cursos...

Prefeitura de SV solicita agilidade para tombamento do Golf Clube para evitar venda

A Prefeitura de São Vicente, por meio da Secretaria de Assuntos Jurídicos (Sejur), garante, que irá analisar a solicitação do tombamento expedido...

Anvisa aprova venda e uso de autotestes no Brasil

O uso e a venda de autotestes de Covid-19 no Brasil é aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A autorização...

Alcançar o selo de verificação no Facebook ou Instagram é o sonho de muitos influenciadores digitais e personalidades da internet. Isso porque corresponde a um status virtual que dá, não só visibilidade ao perfil, como pode gerar parcerias e acordos comerciais para a pessoa verificada.

Diante de tantos benefícios que o selo pode trazer, empresas passaram a oferecer o serviço como um produto a ser adquirido por um valor específico, porém, o que muita gente não sabe é que a venda, além de ser uma falsa promessa, pode ser uma prática criminosa.

“Os selos são benefícios que as plataformas digitais oferecem aos usuários, e se nem elas os vendem, como alguém pode vender algo que não é seu?”, questionou a advogada especialista em cibercrimes, Lorrana Gomes. “Não se trata de uma venda, e sim, uma conquista. Uma pessoa ou empresa que pedir um valor em troca desse selo pode estar cometendo crime de estelionato”, alerta.

Segundo a especialista, a prática de estelionato tem pena prevista de 1 a 5 anos de reclusão.

“O serviço que pode ser oferecido é o de facilitar a obtenção do selo, como criar um perfil relevante na internet, ajudar a construir a imagem, prestar serviços de assessoria e consultoria, entre outros”, completa.

Fonte: Santa Portal

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Moradora fica chocada ao ver praia lotada de lixo em Praia Grande

Uma mulher de Ubatuba, litoral de São Paulo, compartilhar um registro da praia de Praia Grande durante o nascer do sol, na última quinta-feira (27).

Mais de 2 mil vagas para cursos esportivos em São Vicente

A Secretaria de Cultura, Esporte e cidadania (Secec) de São Vicente, na Baixada santista, abre mais de 2,6 mil vagas para cursos...

Prefeitura de SV solicita agilidade para tombamento do Golf Clube para evitar venda

A Prefeitura de São Vicente, por meio da Secretaria de Assuntos Jurídicos (Sejur), garante, que irá analisar a solicitação do tombamento expedido...

Anvisa aprova venda e uso de autotestes no Brasil

O uso e a venda de autotestes de Covid-19 no Brasil é aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A autorização...

Baixada Santista recebe 20 novos leitos para pacientes com Covid-19

A Baixada Santista receberá 20 novos leitos para pacientes com Covid-19 do Estado de São Paulo. O governo estadual anunciou a medida,...