quarta-feira, novembro 9, 2022
20.2 C
São Vicente
20.1 C
Santos
15 C
Peruíbe
20.1 C
Praia Grande
15.3 C
Itanhaém
17.3 C
Guarujá
15.9 C
Mongaguá
17 C
Bertioga

Lula diz: Bolsonaro não sabe cuidar do país

Leia mais

Fumar cotonete: nova moda entre jovens e crianças traz riscos à saúde

Um novo desafio do TikTok está preocupando os especialistas. Agora, uma nova tendência levanta riscos entre o público jovem: fumar cotonete. A...

Praia Grande abre processo seletivo para vagas de auxiliar de guarda-vidas temporário

Os interessados já podem se inscrever para o novo processo seletivo para as vagas remanescentes e temporárias de auxiliar de guarda-vidas, de...

PAT de Guarujá oferece 20 novas vagas de emprego

O Posto de Atendimento ao Trabalhador (PAT) de Guarujá, na Baixada Santista, oferece 21 novas oportunidades de emprego. Há vagas para diversas...

Procon-SP alerta consumidores para a Black Friday

A Black Friday 2022, evento que promove descontos e ofertas, começa dia 25 de novembro no Brasil. O Procon-SP divulgou algumas recomendações...

“Este país não tem governo, este país não cuida da economia, não cuida do emprego, não cuida do salário, não cuida da saúde, não cuida do meio ambiente, não cuida da educação, não cuida do jovem, não cuida da menina da periferia”, afirmou Lula (PT) em crítica ao presidente Jair Bolsonaro.

Em seu discurso após ter as condenações anuladas pelo ministro do STF Edson Fachin, Lula marcou outros pontos de distanciamento em relação ao presidente.

Além de defender a vacinação, Lula afirmou mais de uma vez que a Terra é redonda e que respeita a ciência e o SUS.

Lula também disse que as armas devem ser direcionadas às polícias e às Forças Armadas, e não para a sociedade, como defende Bolsonaro.

O petista fez questão de acenar a líderes mundiais que o apoiam, em oposição ao isolamento de Bolsonaro. Lula citou Pepe Mujica, papa Francisco e Alberto Fernandéz.

O ex-presidente também elogiou jornalistas. Afirmou que a liberdade de imprensa é um pilar da democracia.

VACINAÇÃO

O ex-presidente Lula (PT), 75, disse que pretende se vacinar na próxima semana, com qualquer vacina que tenha à disposição.

“Não siga nenhuma decisão imbecil do presidente da República e do ministro da Saúde, tome vacina”, afirmou.

Lula disse ainda que as fake news elegeram o presidente Jair Bolsonaro. “Esse país não tem governo”, disse o petista.

MENTIRA JURÍDICA

Lula também afirmou que foi vítima da “maior mentira jurídica contada em 500 anos de história” do Brasil. Comparando-se a um escravizado que sofre chibatadas e só escaparia da tortura se pedisse desculpas ao “dono”, o petista disse que não está magoado com os julgamentos transcorridos até aqui, apesar de, na sua visão, ter razão para mágoa.

Lula lembrou o momento em que, em abril de 2018, deixou o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo, noa ABC paulista, de onde discursa agora, para se entregar à Polícia Federal (PF) após a determinação de sua prisão. “Fui contra minha vontade, porque sabia que estavam prendendo um inocente. Tomei a decisão de me entregar porque não seria correto aparecer na capa de jornais como fugitivo. Tomei a decisão de provar minha inocência dentro da sede da PF, perto do juiz Moro”, relatou.

O ex-presidente sustentou que, por consciência do que acontecia no Brasil, tinha certeza, mesmo ao se entregar, que chegaria o dia em que ele provaria sua inocência. “A quadrilha de procuradores e o Moro entendiam que a forma de me pegar era me colocar na Lava Jato”, disse o petista. “Ontem, a verdade prevaleceu, dita pelo ministro Gilmar Mendes, pelo Ricardo Lewandowski e até pela Cármen Lúcia”, comentou, em referência à retomada do julgamento do habeas corpus em que sua defesa pede a suspeição do ex-juiz federal.

Apesar de celebrar a decisão do ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), que declarou a incompetência da 13ª Vara Federal de Curitiba para julgá-lo nos processos da Lava Jato, Lula garantiu que continuará brigando na Corte para que Moro seja considerado suspeito.

Com a sessão desta terça-feira, o placar na Segunda Turma do STF está empatado em 2 a 2, mas há expectativa de que a ministra Cármen Lúcia, que votou contra o pedido da defesa do petista no início do julgamento, em 2018, mude seu posicionamento quando se manifestar novamente. O julgamento foi suspenso após pedido de vistas (mais tempo para análise) feito pelo ministro Kassio Nunes Marques.

“Moro não tem direito de se tornar o maior mentiroso do Brasil e ser considerado herói”, emendou o ex-presidente.

Fonte: Diário do Litoral

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Fumar cotonete: nova moda entre jovens e crianças traz riscos à saúde

Um novo desafio do TikTok está preocupando os especialistas. Agora, uma nova tendência levanta riscos entre o público jovem: fumar cotonete. A...

Praia Grande abre processo seletivo para vagas de auxiliar de guarda-vidas temporário

Os interessados já podem se inscrever para o novo processo seletivo para as vagas remanescentes e temporárias de auxiliar de guarda-vidas, de...

PAT de Guarujá oferece 20 novas vagas de emprego

O Posto de Atendimento ao Trabalhador (PAT) de Guarujá, na Baixada Santista, oferece 21 novas oportunidades de emprego. Há vagas para diversas...

Procon-SP alerta consumidores para a Black Friday

A Black Friday 2022, evento que promove descontos e ofertas, começa dia 25 de novembro no Brasil. O Procon-SP divulgou algumas recomendações...

Destaque do carnaval paulista é achada morta em casa

Vítima de um infarto, um dos grandes nomes do carnaval paulista, a passista Michelle da Costa Chaga, conhecida como Michelle Mibow, de...