quinta-feira, setembro 23, 2021
17.4 C
São Vicente
17.3 C
Santos
16.8 C
Peruíbe
17.4 C
Praia Grande
17.4 C
Itanhaém
17.8 C
Guarujá
17.1 C
Mongaguá
19.3 C
Bertioga

Abre 2 mil vagas de qualificação profissional com bolsas de R$ 300,00 em Santos

Leia mais

Queiroga diz estar preocupado com a saúde; não com repercussão de gesto obsceno

Nesta quarta-feira (22), O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, diagnosticado com Covid-19,  falou sobre a repercussão de sua reação a um protesto de...

Fiocruz desenvolve teste molecular para detectar hanseníase

Após décadas de pesquisas, a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) desenvolveu o primeiro teste molecular para hanseníase, inédito no país. Trata-se do Kit...

ketchup: Heinz lança edição especial com rótulo “plantável”

A Heinz lança uma promoção que dará 300 embalagens de seu ketchup com rótulos plantáveis. Convidando o consumidor a plantar e cultivar...

Mutirão da catarata: Pacientes que perdem a visão após cirurgia; buscam por justiça

Em um mutirão realizado em julho de 2017, no Ambulatório Médico de Especialidades (AME) de Praia Grande, na baixada santista. Três idosos passaram...

Duas mil vagas em cursos de qualificação profissional, nas áreas de Técnicas de Vendas e Organização de Eventos, com bolsa auxílio de R$ 300,00 por três meses, serão abertas pela Prefeitura nesta quarta-feira (10). As inscrições seguem até o próximo dia 22, e devem ser feitas aqui.

A novidade, inserida no programa Capacita Santos, de caráter social e educativo, foi apresentada pelo prefeito Rogério Santos, na noite desta terça-feira (9), como parte de um pacote do governo municipal para minimizar os impactos sociais causados pela pandemia de covid-19.

Para participar é necessário ter mais de 16 anos, morar em Santos e estar à procura de emprego. As aulas começam no dia 5 de abril com carga horária de 30 horas/aula. Para ter direito à bolsa auxílio, é preciso ter 70% de comparecimento ou acesso on-line e aproveitamento mínimo de 60% no curso. No caso de número de inscritos superior à quantidade de vagas, será dada prioridade a desempregados, mais jovens, de menor escolaridade, mulheres arrimo de família e pessoas com maiores encargos familiares.

“Trata-se de um programa de transferência de renda voltado para as pessoas que estão sendo mais afetadas nesta pandemia. Nesta fase, daremos prioridade aos profissionais de eventos, bares, restaurantes, ambulantes e do transporte escolar, que estão desempregados”, disse o prefeito. Ele ainda complementou. “O Município está fazendo a sua parte com essa bolsa-auxílio, que precisa ser um complemento para os programas dos Governos Estadual e Federal que devem ser implantados”, ressaltou. O investimento municipal será de R$ 1,8 milhão.

ADVERTISING

AMPLIAÇÃO.
Já a fase 2 prevê ampliação do programa para seis meses de duração, com duas mil vagas e bolsa auxílio de até R$ 500,00, sendo metade para aulas presenciais e a outra, on-line. Nesse caso, o investimento público será de R$ 2,4 milhões. Essa segunda etapa ainda necessita da aprovação da Câmara Municipal.

O Projeto de Qualificação profissional Capacita Santos será implementado pela Secretaria de Empreendedorismo, Economia Criativa e Turismo, em parceria com a Secretaria de Governo (Segov).

OS CURSOS.
O curso de Técnicas de Vendas tem por objetivo ampliar os conhecimentos relacionados a vendas no varejo, com visão de atendimento ao cliente, reformulação de modelos de negócio e comércio eletrônico. Já o de Organização de Eventos prepara para uma visão mais ampla da organização de diversos tipos de evento, com planejamento e visão estratégica do negócio. Mais informações podem ser obtidas pelo e-mail capacita@santos.sp.gov.br.

MAIS INVESTIMENTOS.
No total, entre investimentos diretos na área social e aumento de prazo para quitação de encargos, sem juros ou correção monetária, o valor do plano municipal de auxílio econômico que vai atender aos comércios e as pessoas em vulnerabilidade social chega R$ 51,9 milhões.

Serão distribuídas 64,3 mil cestas básicas para 21,8 mil alunos da rede municipal, durante três meses, e outras 24 mil para 2,4 mil pessoas em vulnerabilidade social durante 10 meses.

E, para dar um fôlego financeiro aos comerciantes, a Prefeitura vai propor à Câmara a extensão do prazo para a quitação de tributos municipais como, por exemplo, Imposto Sobre Serviços (ISS) fixo e Taxa de Licença até 31 de novembro de 2021, flexibilizando o prazo de uma receita na ordem de R$ 40 milhões. Mesmo com o prazo estendido, os comerciantes não terão que pagar juros, tampouco correção monetária.

Esse conjunto de medidas deve ser encaminhado para avaliação, discussão e votação da Câmara Municipal.

Fonte: Diário do Litoral

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Queiroga diz estar preocupado com a saúde; não com repercussão de gesto obsceno

Nesta quarta-feira (22), O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, diagnosticado com Covid-19,  falou sobre a repercussão de sua reação a um protesto de...

Fiocruz desenvolve teste molecular para detectar hanseníase

Após décadas de pesquisas, a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) desenvolveu o primeiro teste molecular para hanseníase, inédito no país. Trata-se do Kit...

ketchup: Heinz lança edição especial com rótulo “plantável”

A Heinz lança uma promoção que dará 300 embalagens de seu ketchup com rótulos plantáveis. Convidando o consumidor a plantar e cultivar...

Mutirão da catarata: Pacientes que perdem a visão após cirurgia; buscam por justiça

Em um mutirão realizado em julho de 2017, no Ambulatório Médico de Especialidades (AME) de Praia Grande, na baixada santista. Três idosos passaram...

TJ-SP exigirá comprovante de vacinação contra a covid-19 para liberar acesso de entrada em Fóruns

A partir da próxima segunda-feira (27), o Tribunal de Justiça (TJ) passará a exigir o comprovante de vacinação contra a Covid para...