domingo, maio 29, 2022
21.7 C
São Vicente
21.6 C
Santos
19 C
Peruíbe
21.6 C
Praia Grande
19.7 C
Itanhaém
21.6 C
Guarujá
21.5 C
Mongaguá
21.7 C
Bertioga

Anvisa: Monitoramento de produção e distribuição de oxigênio medicinal

Leia mais

Projeto ‘É Hora de Arte’ retorna em Praia Grande 

O projeto É Hora de Arte retorna para a Baixada Santista, com oficinas gratuitas de teatro, dança, circo e grafite para crianças de 7...

Motorista de aplicativo tenta dopá jovem durante corrida em Santos

Uma jovem alega que um motorista de aplicativo em Santos, na Baixada Santista, tentou dopá-la durante uma corrida. A vítima conta que,...

A partir de julho os quiosques do Gonzaguinha serão transferidos para o Itararé em São Vicente, SP 

Os quiosques da praia do Gonzaguinha serão transferidos para unidades da Praia do Itararé em São Vicente, na Baixada Santista. A medida foi...

Polícia localiza barraco do crime em Santos

A Polícia Civil em Santos, na Baixada Santista, localizou um barraco usado para preparo e estoque de drogas. Além das drogas, anotações...

As empresas, fabricantes, envasadoras e distribuidoras de oxigênio medicinal terão que informar semanalmente sobre a capacidade de fabricação, envase e distribuição de acordo com sua área de atuação, informou hoje (13) a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) por meio de nota. As empresas deverão informar ainda, com a mesma periodicidade, a quantidade do produto demandada tanto pelo setor público quanto pelo setor privado.

As regras constam de um edital publicado hoje (13) no Diário Oficial da União.

A medida visa monitorar o abastecimento de mercado e a quantidade demandada de oxigênio medicinal, com o intuito de minimizar o risco de desabastecimento do produto, como o que ocorreu no Amazonas, em janeiro.

“Dessa forma, o Ministério da Saúde poderá ter previsibilidade sobre o abastecimento de mercado, permitindo a adoção, em tempo hábil, das medidas necessárias à garantia de fornecimento do oxigênio medicinal”, informou a Anvisa.

Pelo edital, as empresas fabricantes, envasadoras e distribuidoras de oxigênio medicinal, nas formas farmacêuticas líquido e gás deverão repassas as informações à Anvisa todas as quartas-feiras. A agência reguladora disse que o primeiro envio de informações deve trazer os dados dos últimos 60 dias. Para os envios seguintes, a informação prestada será semanal.

“A coleta de informação acontecerá pelos próximos 120 dias, a contar da data de publicação do edital e os dados, de caráter confidencial, deverão ser apresentados pelas empresas para cada um de seus estabelecimentos”, disse a Anvisa.

Fonte: Agência Brasil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Projeto ‘É Hora de Arte’ retorna em Praia Grande 

O projeto É Hora de Arte retorna para a Baixada Santista, com oficinas gratuitas de teatro, dança, circo e grafite para crianças de 7...

Motorista de aplicativo tenta dopá jovem durante corrida em Santos

Uma jovem alega que um motorista de aplicativo em Santos, na Baixada Santista, tentou dopá-la durante uma corrida. A vítima conta que,...

A partir de julho os quiosques do Gonzaguinha serão transferidos para o Itararé em São Vicente, SP 

Os quiosques da praia do Gonzaguinha serão transferidos para unidades da Praia do Itararé em São Vicente, na Baixada Santista. A medida foi...

Polícia localiza barraco do crime em Santos

A Polícia Civil em Santos, na Baixada Santista, localizou um barraco usado para preparo e estoque de drogas. Além das drogas, anotações...

26 de maio, Dia de Concientização Nacional do Glaucoma

Com o objetivo de conscientizar as pessoas sobre a doença que é a segunda maior causa de cegueira irreversível no mundo -...