sábado, janeiro 29, 2022
25.4 C
São Vicente
25.4 C
Santos
21.4 C
Peruíbe
25.4 C
Praia Grande
25.1 C
Itanhaém
24 C
Guarujá
24.3 C
Mongaguá
24.1 C
Bertioga

Justiça determina que estado disponibilize professor auxiliar para aluno autista no interior de SP

Leia mais

Moradora fica chocada ao ver praia lotada de lixo em Praia Grande

Uma mulher de Ubatuba, litoral de São Paulo, compartilhar um registro da praia de Praia Grande durante o nascer do sol, na última quinta-feira (27).

Mais de 2 mil vagas para cursos esportivos em São Vicente

A Secretaria de Cultura, Esporte e cidadania (Secec) de São Vicente, na Baixada santista, abre mais de 2,6 mil vagas para cursos...

Prefeitura de SV solicita agilidade para tombamento do Golf Clube para evitar venda

A Prefeitura de São Vicente, por meio da Secretaria de Assuntos Jurídicos (Sejur), garante, que irá analisar a solicitação do tombamento expedido...

Anvisa aprova venda e uso de autotestes no Brasil

O uso e a venda de autotestes de Covid-19 no Brasil é aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A autorização...

Nesta quinta-feira (22), a Justiça determinou que a Secretaria Estadual de Educação providencie um professor auxiliar para um aluno autista em escola de Juquiá no interior de São Paulo. Tendo 30 dias corrido para cumprir. A decisão ainda cabe recurso.

O caso chegou ao Tribunal de Justiça após solicitação do Ministério Público, por meio do promotor Gustavo Trincado, que apontou no processo que, quando o menino estudava na rede municipal, contava com o apoio de um profissional. No entanto, ao passar para a Escola Estadual João Adorno Vassão e requerer um professor auxiliar, o pedido foi negado.

O caso foi avaliado pela Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), que apontou que a presença de um profissional de apoio seria significativa para o desenvolvimento global do estudante, que está no 7º ano do Ensino Fundamental. Além disso, o parecer da instituição acrescenta que o profissional deve ser orientado pelo professor especialista da Sala de Recursos, para que ele auxilie no processo de inclusão e aprendizagem.

O juiz que analisou o caso determinou que o estado deve disponibilizar um profissional, em até 30 dias, para apoiá-lo nas atividades fora da sala de aula, tais como higienização, ida ao banheiro e alimentação, entre outras coisas. A multa para o caso de descumprimento será de R$ 500 por dia, até o limite de R$ 20 mil. A decisão ainda cabe recurso.

A Secretaria de Educação do Estado informou, a inclusão dos alunos da educação especial começa na matrícula, direito garantido por lei, e dentro do ambiente escolar, para que se sintam acolhidos e respeitados. Eles recebem as mesmas oportunidades de aprendizagem e desenvolvimento integral que os demais estudantes.

Fonte: G1 Santos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Moradora fica chocada ao ver praia lotada de lixo em Praia Grande

Uma mulher de Ubatuba, litoral de São Paulo, compartilhar um registro da praia de Praia Grande durante o nascer do sol, na última quinta-feira (27).

Mais de 2 mil vagas para cursos esportivos em São Vicente

A Secretaria de Cultura, Esporte e cidadania (Secec) de São Vicente, na Baixada santista, abre mais de 2,6 mil vagas para cursos...

Prefeitura de SV solicita agilidade para tombamento do Golf Clube para evitar venda

A Prefeitura de São Vicente, por meio da Secretaria de Assuntos Jurídicos (Sejur), garante, que irá analisar a solicitação do tombamento expedido...

Anvisa aprova venda e uso de autotestes no Brasil

O uso e a venda de autotestes de Covid-19 no Brasil é aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A autorização...

Baixada Santista recebe 20 novos leitos para pacientes com Covid-19

A Baixada Santista receberá 20 novos leitos para pacientes com Covid-19 do Estado de São Paulo. O governo estadual anunciou a medida,...