domingo, outubro 24, 2021
19.1 C
São Vicente
19.1 C
Santos
18.8 C
Peruíbe
19.2 C
Praia Grande
19.4 C
Itanhaém
19.1 C
Guarujá
19.2 C
Mongaguá
18.7 C
Bertioga

Motociclista que caiu no mar durante travessia de balsas será indenizado

Leia mais

Por ano no país; morte violenta atinge 6,97 mil crianças e adolescentes

O Brasil teve uma média de 6,97 mil mortes violentas intencionais de crianças e adolescentes por ano nos últimos cinco anos. De...

IBGE aponta que 77,4% das novas empresas do Brasil não têm funcionários

Nesta sexta-feira (22), o IBGE divulgou, que maioria das empresas abertas no Brasil tem apenas sócio ou proprietário e não dispõe de...

Reajustes salariais em setembro ficam abaixo do INPC

O reajuste médio dos salários obtidos nas negociações em setembro ficou 1,9 ponto percentual abaixo do Índice Nacional de Preços ao Consumidor...

São Vicente não terá queima de fogos no Réveillon

Nesta sexta-feira (22), a prefeitura de São Vicente, na Baixada Santista anunciou, que tradicional queima de fogos no Réveillon não será realizada...

O motociclista que caiu no mar ao tentar acessar uma das balsas que fazia a travessia entre Guarujá e Santos, na baixada santista, deverá ser indenizado em R$ 12 mil pelo Departamento Hidroviário. A decisão veio pelo Tribuna de Justiça de São Paulo (TJ-SP). O caso ocorreu em dezembro de 2017. Porém, o DH ainda pode recorrer da decisão.

Na época, informaram que a rampa de acesso, que liga o atracadouro à balsa, não foi recolhida e a cancela, que libera a passagem das motos, não foi fechada quando a balsa partiu do atracadouro em Guarujá.

O motociclista foi resgatado com uma boia, mas não conseguiram alcançar a moto. Após o acidente, ele entrou com uma ação pedindo indenização por danos morais contra o Departamento Hidroviário (DH), que administra a travessia de balsas. No processo, a empresa argumentou que a culpa pelo acidente era exclusiva do motociclista e que não havia indícios de irregularidade praticada pelo DH.

O juiz Leonardo Grecco, da 3ª Vara da Fazenda Pública de Santos, concluiu que o acidente se deu em razão direta das ações tomadas pelo mestre de navegação, no momento da desatracação da embarcação, apontando também o administrativo.

No dia do acidente, o mestre de navegação interrompeu o embarque de motociclistas devido à passagem de um navio pelo canal. Depois, ele reabriu o embarque mas, antes que outro navio pudesse vir a interromper a operação novamente, o profissional decidiu desatracar a balsa e realizar a travessia antes do previsto.

O magistrado condenou o DH a indenizar o motociclista em R$ 12 mil. O DH ainda pode recorrer da decisão. 

Fonte: G1 Santos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Por ano no país; morte violenta atinge 6,97 mil crianças e adolescentes

O Brasil teve uma média de 6,97 mil mortes violentas intencionais de crianças e adolescentes por ano nos últimos cinco anos. De...

IBGE aponta que 77,4% das novas empresas do Brasil não têm funcionários

Nesta sexta-feira (22), o IBGE divulgou, que maioria das empresas abertas no Brasil tem apenas sócio ou proprietário e não dispõe de...

Reajustes salariais em setembro ficam abaixo do INPC

O reajuste médio dos salários obtidos nas negociações em setembro ficou 1,9 ponto percentual abaixo do Índice Nacional de Preços ao Consumidor...

São Vicente não terá queima de fogos no Réveillon

Nesta sexta-feira (22), a prefeitura de São Vicente, na Baixada Santista anunciou, que tradicional queima de fogos no Réveillon não será realizada...

Carga de cigarros contrabandeados estimada em R$ 2 milhões é apreendida

Na manhã desta sexta-feira (22), aproximadamente 400 mil maços de cigarros de origem estrangeira foram encontrados, dentro de um caminhão que trafegava...