sexta-feira, maio 27, 2022
23.3 C
São Vicente
23.3 C
Santos
19.3 C
Peruíbe
23.3 C
Praia Grande
20.6 C
Itanhaém
23.3 C
Guarujá
23.1 C
Mongaguá
23.3 C
Bertioga

Empresa terceirizada demite trabalhadores no Porto de Santos

Leia mais

Projeto ‘É Hora de Arte’ retorna em Praia Grande 

O projeto É Hora de Arte retorna para a Baixada Santista, com oficinas gratuitas de teatro, dança, circo e grafite para crianças de 7...

Motorista de aplicativo tenta dopá jovem durante corrida em Santos

Uma jovem alega que um motorista de aplicativo em Santos, na Baixada Santista, tentou dopá-la durante uma corrida. A vítima conta que,...

A partir de julho os quiosques do Gonzaguinha serão transferidos para o Itararé em São Vicente, SP 

Os quiosques da praia do Gonzaguinha serão transferidos para unidades da Praia do Itararé em São Vicente, na Baixada Santista. A medida foi...

Polícia localiza barraco do crime em Santos

A Polícia Civil em Santos, na Baixada Santista, localizou um barraco usado para preparo e estoque de drogas. Além das drogas, anotações...

Na manhã desta terça-feira (23), os trabalhadores que foram demitidos de uma empresa terceirizada, que prestava serviços para a Hidrovias do Brasil, atuante no Porto de Santos, na Baixada Santista, realizaram um protesto na área portuária. Eles reivindicam o pagamento do salário do último mês trabalhado, de benefícios e da rescisão de contrato.

Cerca de 250 funcionários foram demitidos pela empresa Método Potencial Engenharia no dia 4 de novembro. Eles estimavam receber a quitação de todos os direitos até o dia 11 de novembro, o que não aconteceu até o momento.

Após a demissão em massa, os trabalhadores que prestavam serviços para a Hidrovias do Brasil, decidiram cobrar da empresa os benefícios devidos.

Um representante da Hidrovias do Brasil, que se comprometeu a destinar cerca de R$ 800 mil, que seriam repassados à Método Potencial Engenharia. A previsão é que o pagamento seja feito até esta quarta-feira (24), quando o sindicato estipulará uma data para iniciar o repasse aos funcionários.

De acordo com o presidente da Associação dos Trabalhadores de Cubatão e Região, Ronaldo Araújo Queiroz, o valor não é o suficiente para quitar todas as dívidas da empresa com os trabalhadores. O valor deve cobrir, apenas, o pagamento dos salários em atraso.

Em nota, a Hidrovias do Brasil informou que, devido a problemas com a empresa Método, está tomando todas as medidas possíveis para garantir que a empresa cumpra com as obrigações trabalhistas aos profissionais que atuavam na obra do STS20. Os eventuais créditos devidos ao fornecedor serão depositados em juízo para garantir essas responsabilidades trabalhistas.

Fonte: G1 Santos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Projeto ‘É Hora de Arte’ retorna em Praia Grande 

O projeto É Hora de Arte retorna para a Baixada Santista, com oficinas gratuitas de teatro, dança, circo e grafite para crianças de 7...

Motorista de aplicativo tenta dopá jovem durante corrida em Santos

Uma jovem alega que um motorista de aplicativo em Santos, na Baixada Santista, tentou dopá-la durante uma corrida. A vítima conta que,...

A partir de julho os quiosques do Gonzaguinha serão transferidos para o Itararé em São Vicente, SP 

Os quiosques da praia do Gonzaguinha serão transferidos para unidades da Praia do Itararé em São Vicente, na Baixada Santista. A medida foi...

Polícia localiza barraco do crime em Santos

A Polícia Civil em Santos, na Baixada Santista, localizou um barraco usado para preparo e estoque de drogas. Além das drogas, anotações...

26 de maio, Dia de Concientização Nacional do Glaucoma

Com o objetivo de conscientizar as pessoas sobre a doença que é a segunda maior causa de cegueira irreversível no mundo -...