quarta-feira, janeiro 26, 2022
35.1 C
São Vicente
27.9 C
Santos
28.8 C
Peruíbe
35.1 C
Praia Grande
35.1 C
Itanhaém
27.9 C
Guarujá
34.9 C
Mongaguá
36.9 C
Bertioga

Operação prende quatro pessoas de facção criminosa na Baixada Santista

Leia mais

Posto de coleta de leite humano para recém-nascidos em Praia Grande

Um posto de coleta de leite humano, foi implantado nesta terça-feira (25) em Praia Grande, na Baixada Santista, para ajudar a salvar...

Garotinho de 2 anos compra mais de R$ 10 mil em móveis com celular da mãe

Com o celular da mãe, um garotinho de dois anos apertou um botão sem querer. O botão confirmava a compra de quase...

Cursos gratuitos de qualificação em Santos

O Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares da Baixada Santista e Vale do Ribeira (SinHoRes) abre inscrições para cursos gratuitos de...

Criança se acidenta em parque de São Vicente e leva 12 pontos

Uma criança de sete anos, filho de uma moradora da Área Continental de São Vicente, na Baixada Santista, levou mais de dez...

Um dos presos, segundo o Ministério Público, exerce função de comando e integra o alto escalão da organização criminosa.

Quatro pessoas foram presas durante uma operação coordenada pelo Ministério Público de São Paulo (MPSP) em cidades da Baixada Santista, no litoral de São Paulo. A ‘Operação Colorido’ teve, como alvos, integrantes de uma organização criminosa com atuação dentro e fora dos presídios. A ação também contou com apoio da Polícia Militar.

Além de quatro prisões temporárias, o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) também cumpriu cinco mandados de busca e apreensão nas cidades de São Vicente, Santos e Guarujá. Um dos presos, segundo a promotoria, exerce função de comando e integra o alto escalão da organização criminosa.

O Ministério Público aponta que o investigado é envolvido com a aquisição de mais de R$ 200 mil em drogas de Corumbá (MS), rota do tráfico de cocaína. Em parceria com outro suspeito, a dupla contava com o apoio das companheiras para a movimentação de dinheiro ligado ao tráfico de drogas.

De acordo com o MP, o investigado passou a exercer função de comando na organização em 2019, após a transferência de um dos líderes a uma penitenciária federal. Uma advogada, envolvida na facção, avisou o suspeito que ele assumiria a posição de comando na organização. Ela foi alvo da ‘Operação Fast Track’, que teve o objetivo de desarticular a célula jurídica da organização na capital paulista, Brasília, Rondônia e Rio Grande do Norte. Ambas as operações foram deflagradas simultaneamente, na última quarta-feira.

Ainda de acordo com o MP, as investigações apontam que os advogados aproveitavam o contato com os presos para obter informações sobre ações criminosas, que deveriam ser executadas por integrantes da facção que estão nas ruas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Posto de coleta de leite humano para recém-nascidos em Praia Grande

Um posto de coleta de leite humano, foi implantado nesta terça-feira (25) em Praia Grande, na Baixada Santista, para ajudar a salvar...

Garotinho de 2 anos compra mais de R$ 10 mil em móveis com celular da mãe

Com o celular da mãe, um garotinho de dois anos apertou um botão sem querer. O botão confirmava a compra de quase...

Cursos gratuitos de qualificação em Santos

O Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares da Baixada Santista e Vale do Ribeira (SinHoRes) abre inscrições para cursos gratuitos de...

Criança se acidenta em parque de São Vicente e leva 12 pontos

Uma criança de sete anos, filho de uma moradora da Área Continental de São Vicente, na Baixada Santista, levou mais de dez...

Bolsonaro decreta luto oficial de um dia pelo falecimento de Olavo de Carvalho

O presidente Jair Bolsonaro (PL) decretou luto oficial de um dia em razão da morte do guru bolsonarista Olavo de Carvalho. A decisão foi...