quarta-feira, dezembro 1, 2021
26.6 C
São Vicente
26.5 C
Santos
26.3 C
Peruíbe
29.6 C
Praia Grande
25 C
Itanhaém
25.2 C
Guarujá
26.3 C
Mongaguá
25.3 C
Bertioga

Servidores e policiais se revoltam e protestam contra instalação de novo CPP masculino em São Vicente, SP

Leia mais

PAIXÃO DE GERAÇÃO: estética e bem-estar une mãe e filha

No esquina das ruas Bento Viana e Santa Cruz, mãe e filha seguem unidas, há mais de dez anos, a mesma missão:...

Itanhaém conta com reforço de 90 guarda-vidas para temporada de verão

A cidade de Itanhaém, no litoral de São Paulo, conta com mais 90 guarda-vidas temporários para atuarem nas praias da cidade durante...

Santos abre 60 vagas para curso voltado ao empreendedorismo

A Secretaria de Empreendedorismo, Economia Criativa e Turismo de Santos, na Baixada Santista, e o Sebrae abriram 60 vagas do curso Primeiros...

Centro Histórico de Santos terá primeira quadra pública de basquete

A Prefeitura de Santos, na Baixada Santista, irá inaugurar a primeira quadra pública de basquete 3x3, no Centro Histórico da cidade. O...

Nesta quinta-feira (8), servidores públicos e representantes do Sindicato dos Funcionários do Sistema Prisional do Estado de São Paulo (Sifuspesp), se reuniram em frente ao prédio construído para ser uma penitenciária feminina, manifestando contra a mudança, de receber apenas detentos homens.

O deputado estadual Caio França (PSB) também esteve na manifestação e prestou apoio à reivindicação, em frente ao prédio, que fica às margens da rodovia Padre Manoel da Nóbrega, na altura do bairro Rio Branco, por volta das 10h40. Pela reversão da decisão da SAP, que alterou a finalidade da estrutura.

O local deve abrigar o novo Centro de Progressão Penitenciária (CPP) masculino até o fim do ano. O valor do contrato do projeto do edifício, com intenção de construir uma Penitenciária Feminina, era de R$ 53,6 milhões.

O presidente do Sifuspesp, Fábio Jabá, acredita em um possível desvio de verbas, já que o projeto é destinado a mulheres, a cidade de São Vicente ficará mais vulnerável. Este tipo de presídio não conta com policiais armados dentro da unidade.

Segundo ele, construções de CPPs custam, aos cofres públicos, cerca de R$ 15 milhões a menos que penitenciárias femininas, acusando a pasta municipal de desviar a finalidade da construção. O sindicato irá acionar o Tribunal de Contas do Estado (TCE), o Ministério Público e o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) para apurar o caso.

A União de Vereadores da Baixada Santista (Uvebs) também se posicionou e divulgou uma nota de repúdio contra a decisão da SAP. O prefeito Kayo Amado (PODE), de São Vicente, também se manifestou contra a decisão da secretaria estadual. Ele lamentou a decisão e enviou um ofício ao Governo do Estado questionando a decisão e solicitando contrapartidas para o município.

A cidade já abriga um Centro de Detenção Provisória, duas penitenciárias (P1 e P2) e uma unidade da Fundação Casa. O prefeito solicitou uma audiência para pleitear as contrapartidas.

Fonte: G1 Santos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

PAIXÃO DE GERAÇÃO: estética e bem-estar une mãe e filha

No esquina das ruas Bento Viana e Santa Cruz, mãe e filha seguem unidas, há mais de dez anos, a mesma missão:...

Itanhaém conta com reforço de 90 guarda-vidas para temporada de verão

A cidade de Itanhaém, no litoral de São Paulo, conta com mais 90 guarda-vidas temporários para atuarem nas praias da cidade durante...

Santos abre 60 vagas para curso voltado ao empreendedorismo

A Secretaria de Empreendedorismo, Economia Criativa e Turismo de Santos, na Baixada Santista, e o Sebrae abriram 60 vagas do curso Primeiros...

Centro Histórico de Santos terá primeira quadra pública de basquete

A Prefeitura de Santos, na Baixada Santista, irá inaugurar a primeira quadra pública de basquete 3x3, no Centro Histórico da cidade. O...

Empreenda Rápido: Praia Grande abre inscrições para cursos gratuitos

A Prefeitura Praia Grande, na Baixada Santista, abriu inscrições para cursos gratuitos de cupcakes e de tortas e quiches. Os cursos, com...