segunda-feira, novembro 7, 2022
19.6 C
São Vicente
19.6 C
Santos
16.8 C
Peruíbe
19.6 C
Praia Grande
18 C
Itanhaém
19.6 C
Guarujá
18 C
Mongaguá
18.4 C
Bertioga

Empresa responsável por teleférico deve R$ 5,5 milhões de tributos não pagos à Prefeitura de São Vicente

Leia mais

Mulher é covardemente agredida na praia, em Guarujá 

Uma mulher de 40 anos, foi espancada pelo próprio marido com chutes e socos, em uma praia do Guarujá, na baixada Santista....

Atacadista oferece mais de 600 vagas de emprego temporário

O Assaí Atacadista abre mais de 600 vagas temporárias. As oportunidades de atuação no período de festas representam uma possibilidade de renda...

PAT de Praia Grande oferece 28 novas vagas de emprego

O Posto de Atendimento ao Trabalhador (PAT) de Praia Grande oferece 28 novas vagas de emprego, em diferentes cargos. Sendo 11 vagas exclusivamente para pessoas com...

Corpo é encontrado dentro de fogueira em Guarujá

Um corpo ainda não identificado foi encontrado em chamas em uma fogueira montada às margens da Rodovia Cônego Domênico Rangoni, em Guarujá,...

A empresa responsável pelo teleférico de São Vicente, no litoral de São Paulo, foi notificada pela Prefeitura da cidade por falta de pagamento, tendo dez dias para se pronunciar. A empresa não efetua os pagamentos de impostos por cerca de 15 anos, entre 2005 a 2020, devendo mais de R$ 5,5 milhões ao município.

A falta de pagamento descumpre a cláusula contratual da concessão do ponto turístico. Caso a empresa não se manifeste dentro do prazo, a prefeitura pode aplicar sanções como advertência, multa e até rescisão do contrato.

O teleférico é operado pela Itararé Empreendimentos e Participações LTDA, com percurso de 700 metros, que são percorridos em aproximadamente 10 minutos. Ele liga a estação da praia do Itararé até o topo do Morro do Voturuá, a 170 metros acima do nível do mar, onde há um mirante e uma pista para os praticantes de voo-livre.

Luís Felipe Martos Rivas advogado representante da empresa, comunicou em nota, o recebimento da notificação, alegando que a empresa passa por uma péssima crise financeira, e que há anos vem tentando diversas oportunidades, o parcelamento da dívida.

Fonte: G1 Santos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Mulher é covardemente agredida na praia, em Guarujá 

Uma mulher de 40 anos, foi espancada pelo próprio marido com chutes e socos, em uma praia do Guarujá, na baixada Santista....

Atacadista oferece mais de 600 vagas de emprego temporário

O Assaí Atacadista abre mais de 600 vagas temporárias. As oportunidades de atuação no período de festas representam uma possibilidade de renda...

PAT de Praia Grande oferece 28 novas vagas de emprego

O Posto de Atendimento ao Trabalhador (PAT) de Praia Grande oferece 28 novas vagas de emprego, em diferentes cargos. Sendo 11 vagas exclusivamente para pessoas com...

Corpo é encontrado dentro de fogueira em Guarujá

Um corpo ainda não identificado foi encontrado em chamas em uma fogueira montada às margens da Rodovia Cônego Domênico Rangoni, em Guarujá,...

Novembro Roxo: ONG promove a causa da prematuridade na Baixada Santista

Esse é o mês internacional de sensibilização para a causa da prematuridade. No dia 17 de novembro, comemoramos...