quarta-feira, junho 16, 2021
22.1 C
São Vicente
22 C
Santos
17.1 C
Peruíbe
21.9 C
Praia Grande
22 C
Itanhaém
22 C
Guarujá
21.9 C
Mongaguá
22.1 C
Bertioga

Jovem que morreu ao cair de telhado de escola em Santos iria se casar

Leia mais

São Vicente: Pets são castrados na Área Continental

No último domingo (13), cerca de 48 animais, foram castrados na Unidade de Saúde Animal (Ubasa), na área Continental, em São Vicente....

SV antecipará vacina contra o covid-19, em pessoas de 45 a 49 anos sem comorbidades

A partir de sexta-feira (18), São Vicente antecipará a vacinação contra o covid-19, para pessoas de 45 a 49 anos, sem comorbidades....

Aberta as inscrições para o curso de capacitação de serralheria em São Vicente

 A Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Reações do trabalho (Sedect), informa que estão abertas as inscrições para o curso de...

Segunda-feira: GCM dispersa cerca de 500 pessoas em aglomerações em São Vicente

Nesta segunda-feira (14), a Guarda Civil Municipal de São Vicente, recebeu duas denúncias de aglomerações em dois bares da cidade, um no...

O jovem Vitor Virgiliano Gonçalves, de 22 anos, foi vítima de um acidente enquanto trabalhava fazendo reparos no telhado de uma escola municipal em Santos nesta sexta-feira (5). O rapaz tinha casamento marcado para maio deste ano, e segundo a família, sonhava com a chegada deste dia.

Carla Crislayne conta que Vitor era muito querido por todos. Ela, que seria madrinha de casamento dele, diz que a família está inconsolável com a tragédia. “Ele era uma pessoa maravilhosa, trabalhador, sonhador, iria se casar no dia 1º de maio. Eu, meu irmão e minha mãe seríamos os padrinhos, ele cresceu com meu irmão mais novo”, relata.

De luto, Carla e a família tentam se consolar. “Está sendo muito difícil, um menino maravilhoso, apaixonado demais pela noiva. A mãe dele está arrasada demais, ela ficou ao lado dele desde a hora que soube. A noiva está inconsolável”.

O rapaz era contratado de uma empresa terceirizada pela Prefeitura de Santos para realizar o serviço na Unidade Municipal de Ensino (UME) Rubens Lara, no morro da Nova Cintra. Segundo apontado pela polícia, ele usava apenas o cinto de segurança como equipamento de proteção individual (EPI) quando caiu de uma altura de cerca de 10 metros e morreu na hora. 

Em nota, a prefeitura esclareceu que é exigido que as empresas forneçam Equipamentos de Proteção Individual e coletiva para seus funcionários e garantam a sua utilização em todas as atividades. A empresa responsável pelo serviço na escola alegou à prefeitura que entregou EPIs aos funcionários da referida obra.

Reportagem: Santaportal

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

São Vicente: Pets são castrados na Área Continental

No último domingo (13), cerca de 48 animais, foram castrados na Unidade de Saúde Animal (Ubasa), na área Continental, em São Vicente....

SV antecipará vacina contra o covid-19, em pessoas de 45 a 49 anos sem comorbidades

A partir de sexta-feira (18), São Vicente antecipará a vacinação contra o covid-19, para pessoas de 45 a 49 anos, sem comorbidades....

Aberta as inscrições para o curso de capacitação de serralheria em São Vicente

 A Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Reações do trabalho (Sedect), informa que estão abertas as inscrições para o curso de...

Segunda-feira: GCM dispersa cerca de 500 pessoas em aglomerações em São Vicente

Nesta segunda-feira (14), a Guarda Civil Municipal de São Vicente, recebeu duas denúncias de aglomerações em dois bares da cidade, um no...

Implantação de uma nova sede da Polícia Militar é discutida em São Vicente

Nesta terça-feira (15), o Prefeito Kayo Amado, de São Vicente, litoral de SP, recebeu autoridades de Polícia Militar e do legislativo, para...