sexta-feira, agosto 12, 2022
19 C
São Vicente
19 C
Santos
18.1 C
Peruíbe
19 C
Praia Grande
18.6 C
Itanhaém
18.9 C
Guarujá
18.8 C
Mongaguá
19 C
Bertioga

Anvisa aprova registro do remdesivir, primeiro remédio indicado em bula para Covid-19

Leia mais

Menino de 11 anos não aguentou ver a mãe ser agredida e denuncia o próprio pai

Um homem de 31 anos foi preso após agredir sua esposa em Santos. O filho do casal, de 11 anos, foi quem...

Gerente da Volkswagen do Brasil morre em Rodovia Padre Manoel da Nóbrega

O gerente de Qualidade de Produto da Volkswagen do Brasil, Walace de Castro Lacerda Junior, de 49 anos, morreu ao capotar o...

Após viralizar, mascote de feira ganha forma de amendoim em SP

O mascote da Feira Nacional do Amendoim de Jaboticabal (SP), está de cara nova, após viralizar em 2019. O personagem, viralizou...

Google vai avisar quando não tem muitas informações confiáveis na busca

O Google anunciou nesta quinta-feira (11), que alertará os usuários nas buscas em que identifica ter poucas informações de alta qualidade. O recurso já...

Além de ter anunciado a aprovação do registro da vacina de Oxford/AstraZeneca, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) também disse nesta sexta (12) ter aprovado o primeiro medicamento que poderá ser usado em pacientes de Covid-19, o remdesivir. Os detalhes ainda estão sendo anunciados.

“É o primeiro medicamento aprovado em bula com indicação em bula para Covid-19”, diz Gustavo Mendes, gerente-geral de medicamentos da Anvisa. Segundo ele, a aprovação indica que o medicamento teve dados de segurança e eficácia analisados.

O remédio é indicado para pessoas hospitalizadas com quadro de pneumonia e que precisam de suporte de oxigênio, desde que não estejam em ventilação mecânica.

O pedido foi feito em 6 de agosto. Segundo a equipe técnica da Anvisa, como os estudos ainda estão sendo desenvolvidos, há pontos extras a serem acompanhados ao longo dos próximos meses. Apesar disso, dados de estudos realizados em outros países apontam segurança para aprovação, dizem.

O medicamento já teve seu registro aprovado ou aval para uso temporário concedido por agências de outros 50 países, como Estados Unidos, Canadá, Suíça e Austrália. Nos EUA, também foi o primeiro tratamento para Covid-19 aprovado pela agência regulatória do país, a FDA (Food and Drug Administration).

O Rendesivir é produzido pela Gilead Sciences. Segundo a empresa, o medicamento apresentou em estudos benefícios na redução da mortalidade e diminuição da necessidade de ventilação mecânica, além de redução do tempo de internação.

Fonte: Folha Press

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Menino de 11 anos não aguentou ver a mãe ser agredida e denuncia o próprio pai

Um homem de 31 anos foi preso após agredir sua esposa em Santos. O filho do casal, de 11 anos, foi quem...

Gerente da Volkswagen do Brasil morre em Rodovia Padre Manoel da Nóbrega

O gerente de Qualidade de Produto da Volkswagen do Brasil, Walace de Castro Lacerda Junior, de 49 anos, morreu ao capotar o...

Após viralizar, mascote de feira ganha forma de amendoim em SP

O mascote da Feira Nacional do Amendoim de Jaboticabal (SP), está de cara nova, após viralizar em 2019. O personagem, viralizou...

Google vai avisar quando não tem muitas informações confiáveis na busca

O Google anunciou nesta quinta-feira (11), que alertará os usuários nas buscas em que identifica ter poucas informações de alta qualidade. O recurso já...

Incêndio atinge comunidade canta galo, em Guarujá

Um curto-circuito causou um incêndio na comunidade do Cantagalo, em Guarujá, na tarde desta quarta-feira (10). Duas casas ficaram destruídas. Não houve feridos.