terça-feira, julho 5, 2022
30 C
São Vicente
30 C
Santos
27.8 C
Peruíbe
30 C
Praia Grande
27.9 C
Itanhaém
29.9 C
Guarujá
29.8 C
Mongaguá
30 C
Bertioga

Moradores da Área Continental denunciam falta de médicos no CAPS II, em São Vicente

Leia mais

Toten é atropelado por Caminhão de Lixo no Rio Branco em S.Vicente

Nesta manhã de terça feira (5), um toten de segurança da prefeitura de São Vicente foi atingido por um caminhão de lixo.

Bandidos armados se passam por cliente e roubam loja de manutenção de celular em S.V

Dois criminosos são flagrados roubando uma loja de manutenção de celular em São Vicente, na Baixada Santista. O roubo...

Corpo é encontrado dentro de canal de Praia Grande

O corpo de um homem foi encontrado em um canal próximo ao Bairro Aviação, em Praia Grande, na Baixada Santista, na manhã...

Professora realiza sonho de criança autista de voar

Uma criança com transtorno do espectro autista, de apenas 10 anos, realizou o sonho de voar de helicóptero graças a atitude de...

Após inúmeras denúncias, o vereador Jhony Sasaki, constatou a situação precária do Centro de Atenção Psicossocial, CAPS II, do Rio Branco. Além da falta de médicos, os pacientes não conseguem receitas e, por isso, muitos estão sem medicamentos. Segundo os funcionários da unidade, a situação se arrasta desde agosto do ano passado.

“São pacientes psiquiátricos, com sofrimento mental. Essas pessoas não precisam de receitas, elas precisam ser atendidas, de acompanhamento. Muitos também precisam de laudos para INSS, gratuidade e vários outros serviços”, afirma o vereador.

Quase 300 pacientes aguardam na fila de espera

Questionados, os funcionários da unidade, relataram que centenas de pacientes estão aguardando vaga para atendimento. De acordo com eles, 290 pessoas esperam para entrar na unidade. “Temos que aguardar a secretaria. Nós não podemos liberar uma receita sem o médico”, alegou a funcionária.

Para amenizar a situação, de acordo com os médicos, os casos dos pacientes que já estão em atendimento são levados para a Secretaria de Saúde do Município. Um médico não especializado assina a receita que, posteriormente é encaminhada para o munícipe.

Problemas estruturais

O local que deveria funcionar como área de repouso para os pacientes que chegam na unidade com qualquer tipo de crise, hoje funciona como depósito de maca, colchões e arquivos. No mesmo local também estão alojados os medicamentos da farmácia.

“Não significa que sempre foi assim que vai continuar sendo. Por causa disto que me candidatei, venho fiscalizando e cobrando melhorias”, finalizou o vereador.

O banheiro da unidade está desativado, pois, de acordo com os funcionários, não existe lixo séptico na unidade e todo material descartado é armazenado ali. Os ventiladores e aparelhos de ar condicionado também estão quebrados.

A equipe da unidade também reclama da falta de profissionais de limpeza no local. Segundo eles, apenas um funcionário faz a limpeza esporadicamente no CAPS II.

Siga-nos nas redes sociais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Toten é atropelado por Caminhão de Lixo no Rio Branco em S.Vicente

Nesta manhã de terça feira (5), um toten de segurança da prefeitura de São Vicente foi atingido por um caminhão de lixo.

Bandidos armados se passam por cliente e roubam loja de manutenção de celular em S.V

Dois criminosos são flagrados roubando uma loja de manutenção de celular em São Vicente, na Baixada Santista. O roubo...

Corpo é encontrado dentro de canal de Praia Grande

O corpo de um homem foi encontrado em um canal próximo ao Bairro Aviação, em Praia Grande, na Baixada Santista, na manhã...

Professora realiza sonho de criança autista de voar

Uma criança com transtorno do espectro autista, de apenas 10 anos, realizou o sonho de voar de helicóptero graças a atitude de...

Mais um espaço exclusivo para pets inaugurado em Santos

O quarto espaço pet foi inaugurado em Santos, na Baixada Santista. Totalmente dedicado aos animais, localizado na Praça Nossa Senhora Aparecida.