terça-feira, dezembro 7, 2021
23.3 C
São Vicente
24 C
Santos
20.6 C
Peruíbe
23.3 C
Praia Grande
23.3 C
Itanhaém
23.3 C
Guarujá
23.2 C
Mongaguá
23.3 C
Bertioga

Subtenente da PM tem prisão preventiva decretada por estupro coletivo

Leia mais

São Vicente atinge 75% da população geral imunizada contra o covid-19

O público alvo da campanha, ou seja, pessoas acima de 12 anos, número salta para 90% dos vicentinos vacinados contra a Covid-19....

Cruzamento “da morte” no Jóquei em SV recebe lombadas

Diversos acidentes, inclusive fatais, vinham acontecendo com muita frequência no cruzamentos das ruas Galeão Coutinho e Dom Duarte da Costa, no bairro...

Jovem morre após corrida de 10 KM em Santos

No último domingo (5), um atleta amador passou mal durante uma corrida de 10 KM e morreu após receber atendimento médico, em...

Mila Moreira, atriz e modelo, morre aos 75 anos

Na madrugada desta segunda-feira (6), aos 75 anos, morre a atriz Mila Moreira. A informação foi confirmada pelo Hospital Copa Star, na Zona...

Uma mulher de 25 anos, denunciou ter sido violentada por seis homens durante uma festa em uma casa de Águas Lindas (GO), um subtenente da Polícia Militar foi preso e está sendo investigado pelo estupro coletivo. Até o momento, mais de dez pessoas prestaram depoimento e outros dois suspeitos foram detidos.

Testemunhas do caso estão sendo ouvidas. Três homens foram reconhecidos pela vítima e estão presos preventivamente. Um deles é o subtenente do Batalhão de Polícia Militar Ambiental do Distrito Federal Irineu Marques Dias. O militar é proprietário da casa onde aconteceu a festa e onde a vítima diz ter sido estuprada. Os outros três homens indicados por ela em depoimento ainda estão sendo procurados.

A vítima relatou que duas mulheres ofereceram um quarto para que ela pudesse descansar, já que havia consumido bebidas alcóolicas. Ela conta que, quando adormeceu, o subtenente entrou no quarto armado como forma de ameaça e a estuprou e depois de cometer o crime, o policial saiu do quarto e outros homens passaram a se revezar para violentá-la. A mulher afirma que gritou por socorro várias vezes, mas ninguém na festa ouviu. A vítima teria sido violentada durante três horas.

Em um momento de descuido, a vítima aproveitou para escapar dos agressores e pedir ajuda. A Polícia Militar de Goiás foi ao local e prendeu seis homens. Três foram reconhecidos, os outros acabaram liberados. A vítima passou por exame de corpo de delito e um laudo preliminar comprovou os estupros, mas ainda falta o relatório final do Instituto Médico Legal.

O subtenente se manteve em silêncio e os outros dois negaram o crime. Os três passaram por audiência de custódia e tiveram a prisão preventiva decretada.

Fonte: UOL

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

São Vicente atinge 75% da população geral imunizada contra o covid-19

O público alvo da campanha, ou seja, pessoas acima de 12 anos, número salta para 90% dos vicentinos vacinados contra a Covid-19....

Cruzamento “da morte” no Jóquei em SV recebe lombadas

Diversos acidentes, inclusive fatais, vinham acontecendo com muita frequência no cruzamentos das ruas Galeão Coutinho e Dom Duarte da Costa, no bairro...

Jovem morre após corrida de 10 KM em Santos

No último domingo (5), um atleta amador passou mal durante uma corrida de 10 KM e morreu após receber atendimento médico, em...

Mila Moreira, atriz e modelo, morre aos 75 anos

Na madrugada desta segunda-feira (6), aos 75 anos, morre a atriz Mila Moreira. A informação foi confirmada pelo Hospital Copa Star, na Zona...

Corrida de cavalos e charretes assusta moradores de Praia Grande

Milhares de pessoas disputaram uma corrida com charretes ou circularam com cavalos nas vias de Praia Grande, na Baixada santista. Uma operação...